Governo já não vê como evitar debandada do PMDB. Planalto teme que rompimento do maior aliado estimule saída de outros partidos Dilma Rousseff anda de bicicleta em Porto Alegre, onde passa a Páscoa: presidente perdeu o apoio PMDB do Rio - Ronaldo Bernardi/Agência RBS/Folhapress

Governo já não vê como evitar debandada do PMDB. Planalto teme que rompimento do maior aliado estimule saída de outros partidos

O iminente desembarque do PMDB do Rio deixou apreensivo o Planalto, que teme não conseguir conter a debandada de todo o partido. Um integrante do governo resumiu o rompimento como “gravíssimo, um sinal muito ruim”. A presidente Dilma e o ex-presidente Lula tentaram, sem sucesso, reverter a decisão do diretório fluminense. Em meio ao processo do impeachment, o Planalto apela até para negociar cargos diretamente com deputados. A reportagem completa está em O Globo.

Notícias Poder Política