Greve dos caminhoneiros faz indústria gaúcha cair 11% em maio Segmento de alimentos liderou a queda, com 3,16% de recuo, após sofrer mais com a greve de caminhoneiros

Greve dos caminhoneiros faz indústria gaúcha cair 11% em maio

A produção industrial do Rio Grande do Sul recuou 11% em maio frente a abril, em mais um indicador negativo do período e que é associado à greve dos caminheiros. A queda do segmento gaúcho foi levemente maior que a do Brasil, que teve redução de 10,9% no mesmo mês. No confronto com o mesmo mês de 2017, a indústria regional cai também com força, cravando 10,8%. Nessa comparação, o Rio Grande do Sul ficou muito pior que a média brasileira, que apresentou queda de 6,6%.  Os dados da Produção Industrial Mensal (PIM), divulgados nesta quarta-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que 14 dos 15 estados tiveram queda. Apenas Pará teve alta na produção frente ao mês anterior, de 9,2%, depois de cair 8,5% em abril. O IBGE confirmou que a paralisação dos caminhoneiros, que começou no fim de maio e teve efeitos ainda nos primeiros dias de junho, afetou o processo de produção no País. A maior queda foi no Mato Grosso (-24,1%), depois vem Paraná (-18,4%), Bahia (-15%), Santa Catarina (-15%) e São Paulo (-11,4%). O Rio Grande do Sul teve a sexta maior queda.

Leia mais Jornal do Comércio

Economia Negócios Notícias