Instituto do Câncer Infantil reúne oncologistas pediátricos em Encontro Internacional

Instituto do Câncer Infantil reúne oncologistas pediátricos em Encontro Internacional

O Instituto do Câncer Infantil (ICI) reuniu cerca de 70 pesquisadores de diferentes locais do Brasil, Argentina, Chile e Uruguai para o “IV Encontro Científico do Protocolo Latino-americano de Sarcoma de Ewing” e o “III Encontro do Comitê Científico de Material Biológico”.  Realizado em Porto Alegre, na última sexta-feira, 13 de maio, o evento científico é o maior da América Latina que aborda os avanços no tratamento do Sarcoma de Ewing – tumor que atinge ossos e cartilagens e, geralmente, se manifesta em crianças e adultos jovens – e contou com a participação de representantes de 24 instituições que estão realizando o protocolo ou têm interesse em fazê-lo.

Para o Presidente do ICI e investigador principal do protocolo Latino-americano, Dr. Algemir Brunetto (foto), o encontro oportunizou aos pesquisadores a discussão das suas realidades, além de se fazer um planejamento de ações para aumentar os índices de cura. “Estamos aqui no Instituto do Câncer Infantil muito felizes com essa oportunidade, de trazer esses experts internacionais e podermos fazer avanços ainda maiores no tratamento, mais especificamente neste momento de Sarcoma de Ewing, que é um câncer frequente em ossos, tanto em crianças, quanto em adolescentes e adultos jovens. Dessa forma, trabalhando em colaboração com outros centros, que se avançou muito nos últimos 30 anos nas chances de cura aos pacientes”, avaliou.

Presidenta da Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (SOBOPE), Dra. Teresa Cristina Cardoso Fonseca também reforçou a relevância do encontro. “Esse é um evento de extrema importância, a nível de Brasil, a nível da América Latina e até a nível internacional. O fato de estarem aqui reunidos diversos especialistas, com diversas vivências e aprendizados, faz com a gente conheça melhor a situação do tumor de Ewing na nossa região e possa assim, através das pesquisas, identificar quais são os casos mais graves, quais casos devem ter uma terapêutica diferenciada, quais as alterações moleculares, e tudo isso vai se refletir na sobrevida das crianças do nosso país e da América Latina”, afirmou.

Na programação composta por palestras e apresentações, foram abordados os resultados do Protocolo de Tratamento de Tumores da Família Ewing prévio e também os resultados preliminares do protocolo atual.

 

 

Economia Notícias Porto Alegre Saúde

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *