Joe Quirk apresenta novo modelo habitacional de cidades flutuantes no 29º Fórum da Liberdade Seasteanding consiste em quebrar o monopólio de governança atual e expandir a liberdade do indivíduo

Joe Quirk apresenta novo modelo habitacional de cidades flutuantes no 29º Fórum da Liberdade

“As cidades flutuantes não serão iguais as cidades terrais, elas darão oportunidades de renovar os conceitos”, afirmou o diretor de Comunicação do The Seasteanding Institute, Joe Quirk, em sua palestra especial no 29º Fórum da Liberdade, nesta terça-feira, dia 12 de abril. Na oportunidade, foram apresentados os ideais de um novo modelo habitacional que oferece a oportunidade de viver a outra metade do mundo: os oceanos.

unnamed (3)
Diretor de Comunicação do The Seasteanding Institute, Joe Quirk. Foto: Fernando Conrado/IEE

O Instituto, no qual Quirk trabalha, foi fundado em 2008 por Peter Thiel e por Patri Friedman. O termo Seasteanding significa o conceito da criação destas cidades flutuantes que independem do Estado. Como contraponto à governança que está sendo exercida, atualmente, a criação deste modelo têm como base a “inovação e a tecnologia do século XXI, sem as leis do século XX”, conforme justificou Quirk. Nesta forma de viver, quem desenvolveria as formas de governança são as pessoas inseridas na plataforma. “Se a sua terra flutua, é possível moldar a realidade. Caso um político me pedir voto, eu, simplesmente, me desconecto e vou em busca de outras conexões”, ressalta. Segundo o especialista, seria possível inaugurar a primeira cidade flutuante com autonomia política significativa em 2020. “Porém, precisamos de ajuda com nossa organização. Tanto aliados políticos para ter suporte, quanto de investidores e aquaempreendedores para contribuir com nosso projeto”, disse Quirk. Defendendo a sustentabilidade, o negócio de cidades flutuantes ajudaria o ecossistema: “A agricultura, em certos momentos, pode prejudicar o meio ambiente. Já a aquicultura contribui para recuperar o meio ambiente”, afirmou.

Cidade Comportamento Comunicação Cultura Notícias Poder Política

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *