Justiça determina o afastamento de Cássio Trogildo (PTB) da presidência da Câmara de Vereadores da Capital Denúncia aponta compra de votos na eleição do vereador para presidente do parlamento municipal. Foto: Matheus Piccini / CMPA

Justiça determina o afastamento de Cássio Trogildo (PTB) da presidência da Câmara de Vereadores da Capital

A juíza Andréia Terre do Amaral, da 3ª Vara da Fazenda Pública da Capital, determinou o afastamento do vereador Cassio Trogildo (PTB) da presidência da Câmara de Vereadores de Porto Alegre. Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, a decisão é em caráter liminar, concedida na sexta-feira. Mas, a juíza só deve realizar uma entrevista amanhã para explicar a decisão.

Conforme o TJ, a magistrada determinou que a eleição do vereador para a presidência do parlamento municipal seja anulada. Isso porque uma denúncia movida por uma ação popular aponta que houve compra de votos na eleição do vereador para a presidência da Câmara.

Trogildo também responde a um processo, atualmente tramitando no Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília, por suspeita de compra de votos no pleito de 2012 por abuso da máquina pública. Cassio Trogildo havia deixado o cargo de secretário de Obras e Viação de Porto Alegre, em 2012, para concorrer novamente à vaga de vereador. Seu mandato já foi cassado no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul, mas com uma liminar, Trogildo persiste na Câmara de Vereadores.

A reportagem já tentou contato com o vereador e sua assessoria de imprensa, mas ainda não recebeu retorno. (Vitória Famer/Rádio Guaíba)

Cidade Destaque Poder Política Porto Alegre