Justiça Federal de Uruguaiana recebe inquérito por estelionato contra Paulo Pimenta; por Giovani Grizotti/RBS TV Paulo Pimenta é investigado por suposto calote de R$ 12 milhões na venda de arroz em São Borja . Foto: Divulgação/PT

Justiça Federal de Uruguaiana recebe inquérito por estelionato contra Paulo Pimenta; por Giovani Grizotti/RBS TV

A Justiça Federal de Uruguaiana recebeu o inquérito que investiga suspeitas de estelionato e lavagem de dinheiro contra o deputado federal Paulo Pimenta (PT), líder do partido na Câmara dos Deputados.

Procurado pelo G1, o deputado disse que espera que o inquérito seja arquivado. Segundo ele não existem elementos que o envolvam nos fatos investigados após quase 10 anos. Além disso, vai tomar providências legais contra as pessoas que o envolveram nisso.

A decisão de enviar o processo para o Rio Grande do Sul é do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal. Ele negou recurso do parlamentar que pretendia manter a investigação na corte em Brasília.

Pimenta é suspeito de atuar como operador de um sistema que lesou produtores rurais da cidade de São Borja, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, em pelo menos R$ 12 milhões.

A reportagem completa de Giovani Grizotti está no G1.

Agenda Destaque Direito Política