Mesmo com diploma, trabalhador aceita vaga menos qualificada. Dos 17,6 milhões com ensino superior no mercado, 5,2 milhões estão nessa situação

Mesmo com diploma, trabalhador aceita vaga menos qualificada. Dos 17,6 milhões com ensino superior no mercado, 5,2 milhões estão nessa situação

Pelo menos 30% dos trabalhadores brasileiros com ensino superior deixaram o diploma na gaveta nos últimos anos para exercer funções que não exigem formação universitária, segundo dados do IBGE. Análise da consultoria iDados mostra que, dos 17,6 milhões de trabalhadores formais ou informais graduados, 5,2 milhões estavam em empregos menos qualificados no trimestre encerrado em junho. Antes da recessão, em 2014, eram 3,2 milhões – e esse grupo tem crescido um ponto porcentual por ano. O problema é ainda maior entre os jovens: 34% dos que têm de 25 a 34 anos e ensino superior estão nessa situação.

Em alguns casos, até há vagas. O desemprego de quem tem formação universitária, de 7% no segundo trimestre, é mais baixo do que o da média da população (12%), mas o excesso de mão de obra oferecida – com a concorrência entre profissionais experientes, recém-formados e desempregados com graduação – derruba os salários pagos. Para analistas, a reindustrialização da economia e a retomada de obras de infraestrutura poderiam aumentar a demanda por profissionais mais qualificados.

Clique aqui e leia a íntegra em O Estado de São Paulo.

Notícias