Moro sai na frente de Bolsonaro e começa a construir base no Congresso ‘Bancada’ do ministro reúne deputados e senadores de vários partidos, até os de esquerda. Foto: EBC

Moro sai na frente de Bolsonaro e começa a construir base no Congresso

Alvo de fritura do presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Justiça, Sergio Moro, deu a volta no chefe do Executivo e saiu na frente na construção de uma base própria no Congresso, enquanto o governo continua sem sustentação parlamentar sólida para impulsionar as demais reformas.

A “bancada de Moro” cresce e se delineia numa conjuntura cada vez mais clara de dissociação entre lavajatistas e bolsonaristas. Esse time reúne deputados e senadores de vários matizes: PSL, Podemos, do centro, como DEM, PRB, PSD e MDB, e até mesmo da esquerda, como PSB e PDT, todos orbitando em torno de uma agenda comum de combate à corrupção, defesa da Lava-Jato e redução da violência.
Esse bloco de apoiadores quer vincular a imagem à do ministro mais popular do governo, mirando os dividendos políticos, sobretudo a um ano das eleições. Segundo o Datafolha divulgado no começo do mês, Moro tem aprovação de 54% da população, índice 25 pontos
acima da nota atribuída a Bolsonaro.

Leia mais no Valor Econômico

Comunicação Destaque Notícias