Multa paga por atleta dos EUA vai beneficiar instituto que formou judoca Rafaela Nadador americano Ryan Lochte pede desculpas por relato de falso assalto na Olimpíada do Rio. Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Multa paga por atleta dos EUA vai beneficiar instituto que formou judoca Rafaela

A juíza Tula Corrêa de Mello, do Juizado do Torcedor e dos Grandes Eventos do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, determinou nesta sexta-feira que os R$ 35 mil que foram pagos pelo nadador norte-americano James Feigen, envolvido no episódio de um assalto inventado, no Rio de Janeiro, sejam destinados ao Instituto Reação, que promove o desenvolvimento humano e a inclusão social por meio do esporte, em Jacarepaguá, zona Oeste da cidade.

08 de Agosto de 2016 - Rio 2016 -Judô- Rafaela Silva Campeão Olímpica Rio 2016 .Foto: Roberto Castro/ Brasil2016
Rafaela Silva Foto: Roberto Castro/ Brasil 2016

A judoca Rafaela Silva, de 24 anos, ouro olímpico, é atleta do Instituto Reação e moradora da Cidade de Deus. Cerca de 1,2 mil crianças, adolescentes e jovens a partir de quatro anos são beneficiados em cinco polos – Rocinha, Cidade de Deus (Jacarepaguá), Tubiacanga, Pequena Cruzada e Deodoro.

O valor foi pago, o atleta teve o passaporte liberado e já retornou aos Estados Unidos. Feigen, o nadador Ryan Lochte e os também atletas Joseph Gunnar Bentz e John Peet Conger denunciaram um comunicado falso de roubo na madrugada de domingo. Na verdade, eles tinham passado a noite em uma festa e ao voltarem para a Vila dos Atletas acabaram se envolvendo num tumulto com os seguranças de um posto de gasolina, na Barra da Tijuca, onde urinaram no chão e criaram confusão no estabelecimento comercial.

Reação

Criado pelo medalhista olímpico Flávio Canto em 2003, o Instituto Reação é uma organização não governamental que promove o desenvolvimento humano e a inclusão social por meio do esporte e da educação, fomentando o judô desde a iniciação esportiva até o alto rendimento. A proposta é utilizar o esporte como instrumento educacional e de transformação social, formando faixas pretas dentro e fora do tatame.

Desculpas

Hoje, o medalhista olímpico norte-americano Ryan Lochte divulgou, pelas redes sociais um pedido de desculpas “por não ser mais cuidadoso e sincero” ao explicar o que ocorreu no domingo passado (14) após participar dos Jogos Rio 2016.

Desprezo

O prefeito Eduardo Paes disse hoje ter pena dos atletas e aceitou o pedido de desculpas do Comitê Olímpico dos Estados Unidos. “As desculpas [do comitê norte-americano] estão mais que aceitas”, afirmou o prefeito, durante evento no Rio com representantes do governo de Tóquio. “Confesso que, em relação a eles [nadadores], meu sentimento é de desprezo, por falhas de caráter, o que é um problema deles, não do comitê”. O prefeito descartou medida judicial contra os atletas, por terem prejudicado a imagem do Rio. (Agência Brasil)

Destaque Direito Esporte Mundo Olimpíada