“Não foi a melhor atitude”, diz comandante da BM após PMs algemarem detentos em lixeira; por Eduardo Paganella / Rádio Guaíba Alfeu Freitas destacou que vai procurar alternativas para evitar que viaturas e presos fiquem em uma via de grande circulação. Foto: Palácio Piratini

“Não foi a melhor atitude”, diz comandante da BM após PMs algemarem detentos em lixeira; por Eduardo Paganella / Rádio Guaíba

O comandante geral da Brigada Militar, coronel Alfeu Freitas, lamentou a ação em que detentos detidos por policiais militares foram algemados em uma lixeira, em frente ao Palácio da Polícia Civil, em Porto Alegre. A afirmação foi feita na manhã desta quinta-feira, durante um café da manhã com a imprensa em comemoração aos 179 anos da corporação. O caso foi registrado na manhã de ontem, na Avenida Ipiranga. Conforme Freitas, os agentes retiraram os presos das viaturas devido ao calor.

“A gente entende que não houve intenção de trazer qualquer situação degradante. A preocupação foi com o calor. Não foi a melhor ideia. A algemação em objeto fixo é algo normal, ainda mais quando tu está com o preso custodiado. A ideia de algemar em uma lixeira tem uma representatividade e é algo ruim”, afirmou Alfeu.

O comandante da BM disse que o objetivo não foi constranger os presos, ainda que ele reconheça que isso ocorreu. Freitas destacou que vai procurar alternativas para evitar que viaturas e presos fiquem em uma via de grande circulação.

Presos foram detidos em lixeira (Foto: Reprodução)
Presos foram detidos em lixeira (Foto: Reprodução)

Operação Golfinho:

A Brigada Militar também informou que vai lançar no dia 17 de dezembro a 47ª edição da Operação Golfinho. A ação visa intensificar as ações de policiamento ostensivo no litoral gaúcho, para garantir a segurança de veranistas que procuram as praias do Rio Grande do Sul. Não foram detalhados dados sobre o efetivo da Brigada Militar que será empregado na ação, mas as atividades devem seguir os moldes da edição passada. Alfeu Freitas destacou que o auxílio por tempo indeterminado da Força Nacional de Segurança no Estado vai dar mais tranquilidade para a Brigada Militar organizar a ação, já que não haverá um prejuízo tão grande nas cidades que cedem policiais.

Chamamentos:

Um grupo de 1.300 aprovados em concurso público para 1.040 vagas da Brigada Militar e 260 vagas no Corpo de Bombeiros deve começar as aulas do curso de formação no próximo dia 21 de novembro. Nessa manhã, os candidatos aprovados entregaram exames e documentos no Quartel General da Brigada Militar, na Capital. A previsão é de que as turmas que começam as atividades no dia 21 estejam formados e atuando até o final do primeiro semestre de 2017. Além disso, uma turma com cerca de 170 agentes deve se formar em 30 de dezembro deste ano. Esse grupo já acompanha algumas atividades de policiamento ostensivo nas ruas.

Destaque Poder Política Segurança