Onda de manifestações é contra ajuste econômico do presidente Moreno. IVAN ALVARADO

OAB/RS pede suspensão imediata da redução das RPVs ao STF. Projeto do Executivo aprovado pelos deputados reduziu para R$ 7,8 mil o teto de pagamento em até 60 dias

Com medida ajuizada nessa segunda-feira, a Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Sul (OAB/RS) solicitou ao Supremo Tribunal Federal a suspensão imediata da redução do teto das RPVs (Requisições de Pequeno Valor) no Estado. O pedido é por uma liminar que anule os efeitos da lei até que o tribunal julgue a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 5421) sobre o tema. A entidade que representa os advogados alega que os Estados brasileiros não podem legislar sobre RPVs desde 2010.

Conforme a OAB/RS, o governador José Ivo Sartori (PMDB) e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Edson Brum (PMDB), já foram intimados a se manifestarem em até cinco dias. Ação semelhante foi ajuizada no TJ-RS (Tribunal de Justiça do Estado), na semana passada, pelo Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Rio Grande do Sul (Sinpol-RS). Outras entidades de servidores públicos estaduais também estudam recorrer à Justiça.

A Lei Estadual 14.757/2015 reduziu o limite para pagamentos de RPV de 40 salários-mínimos (R$ 31,5 mil) para dez (R$ 7,8 mil). Acima do novo valor, em vez do prazo de 60 dias estabelecido para as requisições, as dívidas do Estado entram na fila dos precatórios sem previsão de pagamento pelo governo.

As entidades destacam que a limitação afeta principalmente aposentados e funcionários afastados por problemas de saúde com valores a receber judicialmente. O projeto original do Executivo, parte dos pacotes de ajuste fiscal para conter a crise, propunha redução ainda maior do teto, para sete salários mínimos (R$ 5,5 mil). A pressão de entidades e da população em geral também permitiu que as decisões judiciais já transitadas em julgado, com valores a receber até o limite anterior de 40 salários, permanecessem consideradas RPVs.

Direito Direito do Consumidor Notícias