Partidos começam prospecções para eleição municipal de Porto Alegre de 2020; por Luiz Augusto Kern/Correio do Povo Nelson Marchezan Júnior (PSDB), cuja administração recém-chegou ao meio do caminho, preferiu não se manifestar sobre possível candidatura à reeleição. Foto: CD

Partidos começam prospecções para eleição municipal de Porto Alegre de 2020; por Luiz Augusto Kern/Correio do Povo

Ainda é cedo para que o quadro de possíveis pretendentes a comandar a Prefeitura de Porto Alegre no lugar do prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) seja considerado definitivo. Mas, nos bastidores, começam a surgir os primeiros nomes de interessados em concorrer no pleito do ano que vem. E a primeira fotografia deste cenário, ao menos antes da formação de alianças, aponta para um enfrentamento inusitado nas eleições municipais da Capital: cinco mulheres disputando o pleito com outros seis ou sete homens.

As definições, no entanto, dependem de acordos internos nas siglas. Marchezan, cuja administração recém-chegou ao meio do caminho, preferiu não se manifestar sobre possível candidatura à reeleição. “É muito cedo”, limitou-se a dizer no fim de semana. Caso não queira concorrer, há possibilidade de uma aliança com o PP. Neste caso o atual vice, Gustavo Paim, seria o candidato.

A reportagem completa de Luiz Augusto Kern está no Correio do Povo.

Destaque Política Porto Alegre