Patrimônio dos candidatos ao governo gaúcho vai de R$ 32 mil a R$ 25 milhões Capital de Mateus Bandeira (abaixo, d) é cinco vezes maior do que a soma dos concorrentes

Patrimônio dos candidatos ao governo gaúcho vai de R$ 32 mil a R$ 25 milhões

O patrimônio declarado pelos candidatos ao governo do Rio Grande do Sul em 2018 vai de R$ 32,5 mil a R$ 25 milhões. O candidato do Mateus Bandeira (Novo) possui o maior capital entre os postulantes ao Palácio Piratini em 2018 (ver gráficos abaixo). A soma dos bens do candidato do Novo é 771 vezes maior do que o declarado por Eduardo Leite (PSDB), com o menor valor informado.    Estreante em eleições, o ex-secretário estadual de Planejamento e Gestão detem posses que totalizam R$ 25.076.561,69. A maior parte diz respeito a aplicações de renda fixa (R$ 10,8 milhões), fundos de investimento (R$ 3,1 milhões) e ações de empresas (R$ 2,9 milhões). Somados, os bens de todos os outros concorrentes chegam a R$ 5 milhões – menos de um quinto de seu capital.  O patrimônio de Bandeira é 15 vezes maior do que o do segundo mais abastado, Miguel Rossetto (PT), que declarou R$ 1.554.136,66 – valor composto quase totalmente por imóveis (R$ 1,3 milhão). Em sua última eleição, em 2006, quando concorreu ao Senado, Rossetto possuía R$ 102 mil. Corrigido pela inflação, o valor estaria em R$ 200 mil em julho deste ano. Com isso, a soma dos bens do petista cresceu 670% nos últimos 12 anos.

Leia mais em Jornal do Comércio

Comunicação Destaque Notícias