Pesquisa da CDL POA aponta que 56% dos presentes de Dia dos Pais ainda serão comprados Filhos priorizam experiência de produtos gourmetizados, em vista que a procura por bebidas especiais teve crescimento de 75% em relação a 2017.

Pesquisa da CDL POA aponta que 56% dos presentes de Dia dos Pais ainda serão comprados

Falta pouco para o Dia dos Pais e ainda tem muito filho que deixou para comprar o presente na semana da celebração. Segundo pesquisa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (CDL POA), este é o período de maior foco nas vendas, com 56,1% das intenções de compra. Este ano, no entanto, os filhos estão dispostos a pagar mais. O ticket médio do presente está estimado em R$ 165, o que significa uma variação real de 7,66% em relação a 2017, considerando índices de inflação.

Cervejas especiais, vinhos e bebidas são os presentes que tiveram crescimento na demanda deste ano, com aumento de 75% em relação a 2017. O percentual demonstra atenção do cliente para a tendência de gourmetização de alguns nichos de mercado, que priorizam a experiência proporcionada pelo produto.

Na hora de decidir onde comprar, a preferência dos consumidores são os shoppings. Os centros que compras são considerados o melhor lugar para 62% dos entrevistados, enquanto as lojas de ruas têm 24,8% da preferência. Além disso, ser bem atendido é decisivo para os filhos durante a compra. O custo do presente deixou de ser fator decisivo neste Dia dos Pais, dando lugar para o bom atendimento, que lidera o ranking com 37,7%.

A análise, encomendada pela CDL Porto Alegre à Vitamina Pesquisa, teve como base entrevistas com 300 pessoas, entre homens e mulheres das classes A, B, C e D, maiores de 18 anos, que pretendem presentear seus pais.

Crianças Destaque Direito do Consumidor Economia Negócios