PF indicia presidente do Bradesco na Zelotes, diz MP; com informações da Exame e Valor Econômico Bradesco: o órgão não soube informar imediatamente por quais crimes a PF indiciou Trabuco(foto) e se havia outros funcionários do banco indiciados. Foto: Divulgação

PF indicia presidente do Bradesco na Zelotes, diz MP; com informações da Exame e Valor Econômico

A Polícia Federal encaminhou nesta terça-feira ao Ministério Público Federal (MPF) relatório de inquérito relacionado à operação Zelotes em que indicia o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, informou o MPF do Distrito Federal via assessoria de imprensa.

O órgão não soube informar imediatamente por quais crimes a PF indiciou Trabuco e se havia outros funcionários do banco indiciados. O Bradesco não comentou a informação imediatamente. Caberá agora aos procuradores do Ministério Público analisarem o relatório da PF e decidirem se oferecem denúncia contra Trabuco à Justiça.

Já o jornal Valor Econômico informa que, o presidente do Banco Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, e outras nove pessoas foram indiciadas pela Polícia Federal, referente à Operação Zelotes. Os crimes acusados são tráfico de influência, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

De acordo com o Valor, corre em segredo de Justiça o inquérito sobre o Bradesco, que já foi concluído e enviado ao Ministério Público Federal (MPF). O órgão irá avaliar o material e poderá solicitar novas diligências.

Em seguida, o MPF poderá oferecer ou não a denúncia. Todos os indiciados poderão ser denunciados. No entanto, o Ministério poderá ainda incluir mais pessoas.

Ainda segundo o Valor Econômico, no início das investigações, foram identificados 74 processos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) com suspeita de pagamento de propina. Destes, 12 tinham “fortes indícios” de corrupção e envolvimento do Bradesco.

A Operação Zelotes foi deflagrada pela Polícia Federal em março de 2015 e investiga a compra de Medidas Provisórias e o suposto pagamento de propina a integrantes do Carf, ligado ao Ministério da Fazenda.

Mais informações em instantes.

Negócios Notícias Poder Política

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *