Polícia Federal vai investigar novas ameaças a Moro.  Episódios mais recentes ocorreram após embate jurídico em torno de liberdade de Lula; por Jailton de Carvalho e André de Souza/O Globo O juiz federal Sergio Moro, durante evento sobre as operações Mãos Limpas e Lava-Jato - Edilson Dantas/Agência O Globo/24-10-2017

Polícia Federal vai investigar novas ameaças a Moro. Episódios mais recentes ocorreram após embate jurídico em torno de liberdade de Lula; por Jailton de Carvalho e André de Souza/O Globo

Após o embate jurídico em torno de um pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Polícia Federal (PF) vai investigar novas ameaças contra o juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava-Jato. A apuração se dará em inquérito antigo, que já estava em andamento.

Foi Moro quem condenou Lula a nove anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Posteriormente, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) elevou a pena para 12 anos e um mês. Em abril, Lula foi preso. Atualmente, cumpre pena em Curitiba.

No último domingo, o desembargador plantonista do TRF-4 Rogério Favreto determinou a soltura de Lula. Moro foi contra e, pouco depois, o relator do caso no TRF-4, desembargador João Pedro Gebran Neto, determinou a continuidade da prisão. Mas Favreto deu nova decisão pela liberdade. Em seguida, a pedido do Ministério Público Federal (MPF), o presidente do TRF-4, desembargador Thompson Flores, determinou que valeria a decisão de Gebran, e não a de Favreto.

Destaque