Porto Alegre: Câmara veta faixas e cartazes e divide setores do Gigantinho para audiência pública sobre o Uber Evento ocorre na noite de terça. Mais de 5 mil lugares foram reservados ao público. Defensores e opositores do projeto terão acessos independentes. Divulgação/CMPA

Porto Alegre: Câmara veta faixas e cartazes e divide setores do Gigantinho para audiência pública sobre o Uber

 

A Câmara de Porto Alegre discutiu, nesta quinta-feira, os requisitos de segurança em torno da audiência pública que vai discutir o projeto que regulamenta o aplicativo Uber na Capital. A reunião aberta ocorre na próxima terça-feira, a partir das 19h, no Ginásio do Gigantinho. No total, 5.080 lugares foram reservados ao público.

Depois de se reunir com representantes de órgãos como Guarda Municipal, Brigada Militar, Corpo de Bombeiros, Empresa Pública de Transportes e Circulação (EPTC) e da empresa Código Vigilância Privada, o presidente da Câmara, vereador Cassio Trogildo (PTB), confirmou que está vedada a entrada de instrumentos musicais, faixas ou bandeiras com mastros de qualquer tipo.

A reunião debateu as estratégias para evitar confrontos entre participantes e ainda definiu os portões de entrada de simpatizantes de taxistas e da Uber. Conforme mapa apresentado, os taxistas terão entrada liberada no portão 5, situado junto à avenida Padre Cacique. Já os transportadores de Uber terão o acesso ao interior do ginásio pelo portão 3, próximo ao Centro de Eventos do Beira-Rio, no lado do acesso pela avenida Edvaldo Pereira Paiva.

Quem quiser participar da audiência pública vai ter de se cadastrar previamente. Crianças e adolescentes, acompanhados dos pais, devem portar crachá de identificação. Telões devem ser instalados para o evento.

Durante o evento, terão direito a fala 20 pessoas, sendo 10 a favor e 10 contrárias ao projeto em debate.

O evento deve, ainda, contar com Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndios (PPCI) específico. De acordo com a Câmara, o documento está sendo providenciado. (Lucas Rivas/Rádio Guaíba)

Cidade Notícias Poder Política Porto Alegre prefeitura

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *