Porto Alegre: Carro roubado é recuperado após passar pelo cercamento eletrônico Ceic - Foto: PMPA

Porto Alegre: Carro roubado é recuperado após passar pelo cercamento eletrônico

 

Na tarde desta quinta-feira, 25, mais um carro foi recuperado com a ajuda do Sistema de Cercamento Eletrônico da prefeitura. Ao passar pelo sistema que faz a leitura de placas, o veículo Kia Soul ano 2010 emitiu alerta de furto/roubo. A Brigada Militar foi acionada e, durante a perseguição, em uma das vias da zona Sul, o motorista do Kia perdeu o controle e colidiu com dois carros que estavam estacionados. Os três ocupantes do veículo foram encaminhados à 2º Delegacia de Pronto Atendimento. O veículo estava com registro de roubo desde abril deste ano e junto com ele foi apreendido um revólver 38 e seis munições.

De janeiro a março deste ano, 375 alertas de furto ou roubo foram disparados e 133 veículos recuperados.  A ferramenta de leitura de placas foi desenvolvida pela Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa) e está instalada em todos os controladores de velocidade da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). Atualmente são 162 pistas monitoradas. O acompanhamento dos alertas de furto ou roubo ocorre tanto no Departamento de Comando e Controle Integrado (DCCI) do Estado quanto do Centro Integrado de Comando (Ceic) de Porto Alegre.
Redução criminalidade: A Secretaria Municipal de Segurança está contribuindo para a redução da criminalidade em Porto Alegre. Somente esse ano, no período de janeiro a abril, a Guarda Municipal já capturou oito foragidos da justiça, deteve 12 pichadores e realizou 211 operações.  Entre elas estão atuações em conjunto com as forças de segurança do Estado – como Brigada Militar e Polícia Civil.
De acordo com dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública, em comparação com 2018, houve queda em índices criminais nos três primeiros meses de 2019. Na Capital, o furto de veículos teve uma redução de 0,3% e roubo de veículos de 40,4%. As ocorrências de homicídios dolosos caíram 44% e o número de latrocínio, 80%.

Cidade Marchezan Notícias Porto Alegre Segurança Tecnologia Trabalho