Porto Alegre: Embaixador de Luxemburgo repassa recursos para ONG CIUPOA que trabalha projetos sociais no Morro da Cruz. Carlo Krieger Embaixador de Luxemburgo, Carlo Krieger e Tânia pires, da CIUPOA assinam repasse de recursos para ONG. Foto: Felipe Vieira

Porto Alegre: Embaixador de Luxemburgo repassa recursos para ONG CIUPOA que trabalha projetos sociais no Morro da Cruz. Carlo Krieger

O embaixador do Grão-Ducado de Luxemburgo no Brasil, Carlo Krieger está em visita ao Rio Grande do Sul. Nesta quinta-feira, na residência da cônsul Honorária de Luxemburgo no RS, Tânia Bian, ele assinou com a diretora-presidente da Ciupoa, Tânia Pires, o repasse de R$ 21 mil para investimento na contratação de pessoal, equipamento e material para projetos sociais a serem desenvolvidas pela ONG Centro de Inteligência Urbana de Porto Alegre, no Morro da Cruz.

mgr240717_responsa_ciupoa007-1594469O CIUPOA é uma Organização que trabalha as cidades frente as Mudanças Climáticas preocupada em criar redes com Governos , Universidades,Comunidades, outras ONGs, Fundações e Iniciativa Privada, em busca de uma maior Resiliência das comunidades , por consequência das cidades.

Krieger permanecerá no Estado até esse sábado realizando contatos políticos e econômicos em diferentes cidades. Ele aproveita a passagem pelo Rio Grande do Sul para divulgar a publicação de selos destacando as relações entre as duas nações. Na imagem, a presença de vários prédios e monumentos brasileiros. Entre eles, a nossa 56669590_587318035103094_8171176015079407616_nEstátua do Laçador.
Luxemburgo é um estado independente, localizado entre grandes potências europeias, como Alemanha e França: “Meu país pode ser caracterizado como uma antiga fortaleza agrícola e vinícola. Mas foi a descoberta do minério de ferro que abriu caminho para a industrialização”, disse ele. A siderurgia já foi a base da economia luxemburguesa, hoje o país também se destaca por suas empresas de alta tecnologia e tecnologia financeira.

57064244_2252261824831780_4584099464960016384_n
Ao lado da cônsul Honorária de Luxemburgo no RS, Tânia Bian, Kriger falou sobre as relações de Luxemburgo com o Brasil.

De acordo com o embaixador, o Brasil é um dos dois países com o maior número de imigrantes luxemburgueses fora da Europa – ao lado dos Estados Unidos. Além disso, ele estima que, apenas nos últimos anos, duas mil pessoas tenham obtido a cidadania luxemburguesa no Brasil. Krieger destacou que uma lei local, que perdurou pela última década, facilitou o pedido de nacionalidade. A norma jurídica, contudo, já expirou.

Krieger revela  que 48% das pessoas que moram no Grão-Ducado não possuem nacionalidade luxemburguesa, sendo um quinto da população de origem portuguesa. “E claro que também temos muitos brasileiros”, contou o diplomata, que agradeceu o acolhimento recebido em Novo Hamburgo. “É uma honra ser recebido nesta cidade e nesta região histórica, sobre a qual ainda pretendo descobrir mais durante esses próximos dias”, finalizou. Nesta sexta-feira(12), ele deve visitar representações políticas e empresarias em cidades como Novo Hamburgo, São Leopoldo e Morro Reuter. (Felipe Vieira com informações da CVNH)

Economia Mundo Negócios Notícias Porto Alegre