Porto Alegre: Feira do Peixe começa com expectativa de venda maior que em 2018 Peixes vivos também são atração na feira, que segue até sexta-feira. Foto: Eduardo Beleske/PMPA

Porto Alegre: Feira do Peixe começa com expectativa de venda maior que em 2018

Com vendas em andamento desde esta segunda-feira, 15, a tradicional Feira do Peixe de Porto Alegre chega a sua 239ª edição. A programação vai até sexta-feira, 19. Nesta terça-feira, 16, às 14h, haverá um ato solene de abertura oficial, no Largo Glênio Peres (Centro Histórico), com a presença do vice-prefeito Gustavo Paim e do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Eduardo Cidade, entre outras autoridades.

O espaço montado no Largo Glênio Peres tem aproximadamente 2,5 mil metros quadrados, com 51 bancas de pescado, quatro bancas de entidades representativas do setor, uma com peixes vivos e quatro com artigos de alimentação – como peixe assado na taquara, bolinhos e espetinhos de peixe. Os peixes mais procurados são tilápia, merluza, tainha, abrótea, corvina e anchova.

A expectativa para este ano é ultrapassar a comercialização do ano passado, que ficou em torno de 407 toneladas de pescado – o que equivale a R$ 5,6 milhões. No total, mais de 700 mil pessoas circularam nos três pontos da feira em 2018.

Além de fomentar a cadeia produtiva da piscicultura e de atividades agrícolas, o evento apresenta o potencial do município no setor de comércio, indústria e serviços. Paralelamente, ocorrem a 17ª Feira do Peixe da Restinga e a 8ª Feira do Peixe do Extremo Sul, em Belém Novo – em ambas, a população encontrará, além de peixes, mostras de vinhos, artesanato e hortigranjeiros.

A Feira do Peixe teve sua primeira edição oito anos após a fundação da cidade, em 1772. Hoje, mobiliza diretamente mais de 250 famílias de pescadores. “Ela faz parte da cultura de Porto Alegre e valoriza a atividade dos pescadores, na medida em que gera emprego e renda para as comunidades do arquipélago e pescadores das zonas Sul e Extremo Sul da Capital. É certamente uma das mais antigas e importantes manifestações da economia e da cultura de Porto Alegre”, diz o secretário Eduardo Cidade.

“O evento simboliza o empreendedorismo dos pescadores, constituindo um atrativo cultural e turístico para cidade, que vem há mais de dois séculos gerando emprego e renda para a Capital. O sucesso obtido a cada edição nos indica que estamos trilhando o caminho correto para melhorar a qualidade de vida do pescador e oferecer produtos de qualidade a preços adequados ao consumidor de Porto Alegre e arredores”, afirma o diretor da Divisão de Fomento Agropecuário da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE), Oscar Pellicioli.

Desde 2017, a feira é promovida sem recursos públicos. Todo o valor do evento é custeado pelos feirantes da Colônia Z5 de Pescadores e da Associação de Pescadores (Appesul), além de atacadistas e expositores. As três mostras realizadas paralelamente têm apoio institucional da Divisão de Fomento Agropecuário da Coordenadoria de Promoção Econômica da SMDE.

SERVIÇO

239ª Feira do Peixe de Porto Alegre

Dia: 16 a 19 de abril
Horário: 8h30 às 20h30
Local: Largo Glênio Peres

17ª Feira do Peixe Restinga

Dia: 17 a 19 de abril
Horário: 8h30 às 20h30
Local: Esplanada da Restinga

8ª Feira do Peixe do Extremo Sul – Belém Novo

Dia: 17 a 19 de abril
Horário: 8h30 às 20h30
Local: Praça Inácio Antônio da Silva

Comunicação Destaque Notícias