Porto Alegre: Prefeitura retoma obras da avenida Ernesto Neugebauer Prefeito Marchezan Júnior lembrou ter sido necessário refazer o projeto. Foto: Jefferson Bernardes/PMPA

Porto Alegre: Prefeitura retoma obras da avenida Ernesto Neugebauer

O prefeito Nelson Marchezan Júnior deu ordem de retomada das obras da avenida Ernesto Neugebauer, no bairro Humaitá, no final da manhã desta quinta-feira,10. O trabalho de pavimentação em blocos de concreto, drenagem, sinalização, iluminação e ciclovia tem duração prevista de sete meses e o investimento orçado é de R$ 11 milhões. Iniciada em 2 de abril de 2016, a primeira etapa entre as ruas José Pedro Boéssio e Ely Leite Urdapiletta está pronta. A obra parou no trecho entre as ruas Ely Leite Urdapiletta e Amyntas Jaques. O total medido pela empresa até o momento representa 53,27%. Também fazem parte do contrato as obras da rua José Pedro Boésio que, ao ser retomada, demandará 11 meses para sua conclusão. (fotos)

“Foi preciso parar a obra porque foram identificados problemas técnicos e a necessidade de refazer o projeto. Os custos subiram e tivemos que remanejar recursos previstos para os BRTs, o que demandou aprovação de projeto por parte dos vereadores”, explica o prefeito. Marchezan ressalta ser necessário laudo vegetal e licença de instalação, por parte do Executivo, para que a obra não pare.

Importância – Otimista, o secretário municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Luciano Marcantônio, acredita que o prazo de sete meses será cumprido. “Esta obra tem uma importância para a região. Temos a questão da mobilidade, com o escoamento do público que frequenta a Arena do Grêmio, e social, porque os moradores aguardam há anos por esta via”, diz.

O secretário-adjunto do Planejamento e Gestão, Daniel Rigon, lembra que a retomada desta obra necessitou um esforço enorme de várias secretarias municipais. “A avenida Ernesto Neugebauer é importante para o fluxo do trânsito que vem de Canoas e para os moradores da região”, enfatiza.

A demora para o reinício da obra se deu em razão de que não havia pedido de liberação (PL) aprovado. A aprovação desse pedido de liberação só ocorreu em julho de 2018. Em setembro do ano passado, a Câmara de Vereadores aprovou projeto de lei e mensagem retificativa autorizando o remanejamento de recursos de empréstimo obtido pela prefeitura para a conclusão de obras de mobilidade urbana associadas à Copa de 2014.

O aditivo de prazo foi assinado em setembro de 2018 e o aditivo de valor foi assinado no fim de novembro de 2018. Com os aditivos liberados, a obra está sendo reiniciada em janeiro de 2019.

Também estiveram presentes o diretor técnico da EPTC, Marcelo Hansen; o superintendente executivo da Unidade de Desenvolvimento do Brasil, Ivanir Damiani; os vereadores Alvoni Medina, representando a Câmara de Vereadores de Porto Alegre (CMPA), e João Carlos Nedel; os diretores da empresa Pedraccon, que realizará a obra, Adriano Canal e Adriano Scodro; o vice-presidente da Fiergs, Humberto Busnello; presidente da Associação das Empresas dos Bairros Humaitá e Navegantes, Luis Carlos Camargo; engenheiro Caetano Pinheiro, diretor da Procon Construções, representando o Sindicato da Indústria da Construção Pesada do Rio Grande do Sul (Sicepot-RS); o conselheiro do Plano Diretor da região 2, Gabriel André Teixeira Machado; o gestor do Centro de Relações Institucionais e Participativas (Crip) Navegantes Humaitá, Hermínio da Costa Lima; o gestor de Democracia Navegantes Humaitá, Vanderlei Cardoso, além de conselheiros do OP Navegantes Humaitá: Lurimar Almeida Fiuza, Itamar Guedes da Silva e Ronaldo Ezequiel.

Comunicação Destaque Notícias