Porto Alegre: Projeto do fotógrafo Eurico Salis e do jornalista Marcello Beltrand com voluntários que transformam vidas será lançado nesta segunda-feira na Assembleia Legislativa

Porto Alegre: Projeto do fotógrafo Eurico Salis e do jornalista Marcello Beltrand com voluntários que transformam vidas será lançado nesta segunda-feira na Assembleia Legislativa

 

Enaltecer quem faz o bem transformando vidas. Este é o mote do projeto Vidas Solidárias – Cidadania e Cultura do Voluntariado, do fotógrafo Eurico Salis e do jornalista Marcello Beltrand, que inclui um livro, uma exposição fotográfica e um seminário. Os personagens da obra foram fotografados em estúdio por Eurico Salis. O jornalista Marcello Beltrand é o responsável pelos textos, que tiveram de Léo Voigt, José Alfredo Nahas e do médico JJ Camargo. O lançamento será no dia 27 de maio, às 18h, no Salão Júlio de Castilhos, na Assembleia Legislativa do RS.

 

EuricoeBertrand
Marcello e Eurico Foto: Divulgação

O projeto apresenta 14 entidades gaúchas que atuam em ações sociais, de bem-estar, qualidade de vida, educação e promoção da cidadania. Essas organizações ultrapassam os limites da prestação de serviços ao cidadão, propõem-se a levar atendimento médico, social, assistencial, cultural e estimular o empreendedorismo nos mais diversos estratos sociais. São instituições e pessoas que buscam a melhoria da vida dos indivíduos, estejam em situação de risco social ou necessitem de capacitação para conquistar um espaço de autonomia e protagonismo.

Vidas Solidárias homenageia também Wilma Araújo Santos, reconhecida liderança do voluntariado gaúcho, que esteve por vários anos à frente da Junior Achievement, entidade que nasceu em nosso Estado e se expandiu para o restante do país. As instituições retratadas não são governamentais e têm em comum o ato de mudar vidas de pessoas necessitadas e trabalhar voluntariamente pelo próximo.

São elas: Instituto do Câncer Infantil, Instituto da Mama, Via Vida Pró-Doação e Transplantes, Lar Santo Antônio dos Excepcionais, Orquestra Jovem, Fundação Thiago Gonzaga, Escola Especial para Surdos Frei Pacífico, Junior Achievement, Fundação Projeto Pescar, Instituto Ling, Fábrica de Gaiteiros, Aldeia da Fraternidade, Banco de Alimentos e Parceiros Voluntários.

Exposição

A exposição de 12 painéis, com fotografias de Eurico Salis produzidas para o livro, ficará aberta ao público entre 27 e 31 maio, no espaço de Exposições Carlos Santos, da ALRS. No primeiro dia de mostra, a visitação acontece das 15 às 18h30min. Nos dias seguintes, das 8h30min às 18h30min. O fotógrafo apresenta os personagens interagindo em situações que remetem às instituições da qual fazem parte. “Uma das tarefas mais gratificantes no projeto foi produzir as fotografias. Passei dias no estúdio, quando tive oportunidade de conhecer e me aproximar dos personagens.”

Foram momentos de descontração, o que poderá ser visto nas imagens resultantes. “Juntos buscamos interpretar e produzir os retratos de todos. Fiz novos amigos”, relata Salis.

 

61126741_876459536036932_3831064146032459776_n
Projeto homenageia voluntários que transformam vidas. Foto: Eurico Sallis

Seminário

O projeto prevê o Seminário Vidas Solidárias: Causas e Engajamentos, no dia 29 de maio, às 13h30, no Teatro Dante Barone na Assembleia Legislativa. O encontro terá entrada gratuita, acesso livre e abordará as histórias das organizações. O moderador dos talk shows será o sociólogo Léo Voigt. Serão três mesas-redondas:

· A causa e o engajamento em Serviços de Saúde (ICI, Imama e Via Vida)

· A causa e o engajamento em serviços de proteção à Infância e Juventude (Orquestra Jovem, Thiago Gonzaga e Parceiros Voluntários)

· A causa e o engajamento em projetos de Educação (Fábrica de Gaiteiros, Pescar e Junior Achievement).

Livro

Beltrand conta que todas as entrevistas foram intensas. “Conversamos com líderes das instituições e com pessoas que tiveram suas vidas modificadas por essas organizações.” Em diversas entrevistas, eles revisitaram suas lembranças, reviveram experiências dolorosas e se emocionaram.

“Mas não é um livro triste. Bem pelo contrário.” Para o jornalista, é muito gratificante ter a oportunidade de conhecer as histórias e como tudo foi construído no terceiro setor. “É realmente transformador.”

Livro tem padrão gráfico e design contemporâneo, 144 páginas, formato 27x30cm. O projeto recebe financiamento através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, patrocínio de pmweb, Sabemi, Buffon e Moinho Estrela. A promoção é da Assembleia Legislativa do RS e apoio do empresário Eduardo Hadler, da MultiPonto.

Atenção
A entrada é gratuita, mas é obrigatória a apresentação de um documento de identidade para acessar as dependências da Assembleia Legislativa.

 

61521976_801278313591470_4475183432250425344_n
Agenda Cidade Cultura Notícias Trabalho