PT rejeita plebiscito sobre novas eleições, proposto por Dilma; por Catia Seabra/Folha de São Paulo Executiva Nacional do partido rejeitou plebiscito sobre novas eleições, proposto pela presidente afastada. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

PT rejeita plebiscito sobre novas eleições, proposto por Dilma; por Catia Seabra/Folha de São Paulo

A cúpula do PT rejeitou, por 14 votos a 2, a proposta apresentada pela presidente afastada, Dilma Rousseff, pela convocação de plebiscito sobre antecipação de eleições no Brasil. Reunida nesta terça-feira (23), a Executiva Nacional do partido votou contra a publicação de um documento que endossaria a sugestão de Dilma.

Foi a primeira vez que o comando do PT se manifestou formalmente sobre a proposta. A emenda –apresentada pelo secretário de Formação do PT, Carlos Henrique Árabe– reproduzia um trecho da carta de compromissos divulgada por Dilma na tentativa de reverter a tendência pelo impeachment no Senado.

E sugeria uma declaração do partido em favor do plebiscito.

“O PT apoia a afirmação da presidenta Dilma na sua carta histórica ao povo: ‘Estou convencida da necessidade e darei meu apoio irrestrito à convocação de um plebiscito, com o objetivo de consultar a população sobre a realização antecipada de eleições, bem como sobre a reforma política e eleitoral'”, dizia o texto que foi rejeitado.

Na reunião, prevaleceu a avaliação do presidente do PT, Rui Falcão, de que a promessa de um plebiscito não teria, neste momento, capacidade de atrair senadores contra o impeachment. Falcão nega, porém, que esse seja um sinal de afastamento.

“A carta foi amplamente reproduzida em nosso site. Por que repô-la aqui?”, justificou Falcão. Leia a reportagem completa de Catia Seabra está no site da Folha.

Destaque dilma Poder Política