Artigo: “Quarto distrito não pode parar no tempo!”;  Reginaldo Pujol* 4º Distrito de Porto Alegre Foto: Agência Prewiew

Artigo: “Quarto distrito não pode parar no tempo!”; Reginaldo Pujol*

A revitalização do 4° Distrito é uma tarefa desafiadora para o Poder Público. Sempre que ressurge o tema acerca do estímulo necessário para revigorar aquela importante área de Porto Alegre, formada por 549 hectares de ruas da zona Norte, abrangendo bairros como Floresta, São Geraldo, Navegantes e Farrapos, acabo recordando da região que conheci há 60 anos, quando desembarquei na cidade, oriundo da fronteira do Estado.

Lembro dos áureos tempos nos quais era eminente a importância, por exemplo, da antiga Avenida Eduardo, cujo nome posteriormente foi modificado para Presidente Franklin Roosevelt.

O logradouro era o segundo foco comercial de Porto Alegre. As empresas que tinham sucesso no Centro também estabeleciam suas filiais naquele local. Outro ponto forte da região sempre foi a Avenida São Pedro, com sua intensa atividade comercial e gastronômica.

Mesmo sendo um saudosista por natureza, é fundamental admitirmos que, independente do projeto a ser implementado, não iremos jamais refazer aquele 4° Distrito que conhecemos, porque a evolução transformou a rotina das nossas cidades.

Não podemos parar no tempo! Para que possamos revitalizar aquela região precisamos, necessariamente, promover uma modificação nos índices construtivos, estabelecendo números capazes de estimular a demolição de prédios antigos e ociosos para construção de edificações novas e modernas.

O índice construtivo, ou solo criado, é a permissão adquirida, junto à Prefeitura, para erguer prédios superiores aos volumes preestabelecidos, fazendo com que os empreendedores possam construir edifícios maiores, em sintonia com a modernidade.

É preciso criar uma política de estímulo e um ambiente favorável para que isto possa ocorrer. Precisamos de um bom índice construtivo no 4° Distrito para que a sua revitalização não fique apenas “no papel”, sendo objeto de discursos políticos, mas sim uma iniciativa que realmente possa

terminar com a sensação de abandono naquela zona relevante para a nossa Porto Alegre devido à sua localização estratégica, próxima à Estação Rodoviária, ao Porto e Aeroporto Salgado Filho, e com ligação direta à Região Central.

Votação de requerimentos para oitivas. Na foto, ao microfone, o vereador Reginaldo Pujol.

*Vereador Reginaldo Pujol Foto: CMPA

Artigo publicado originalmente no Correio do Povo.

Artigos Comunicação Notícias