RS: Corsan fará nova PPP e IPO até fim de 2020, diz diretor-presidente "O sucesso da primeira PPP criará um clima positivo para a próxima", disse o diretor-presidente (esquerda) B3/DIVULGAÇÃO/JC

RS: Corsan fará nova PPP e IPO até fim de 2020, diz diretor-presidente

A Parceria Público-privada (PPP) da Corsan que está sendo apresentada a investidores na Bolsa de Valores em São Paulo esta semana servirá de parâmetro para futuros editais nos mesmos moldes em áreas da concessão e para turbinar a abertura de capital da estatal. O diretor-presidente da companhia estadual, Roberto Barbuti, informou que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que já está formatando as privatizações da CEEE, Sulgás e CRM, vai preparar o lançamento de ações da estatal de saneamento.

Sobre novos editais de PPP, Barbuti adiantou que as áreas de cobertura de municípios da serra gaúcha serão as próximas a serem alvo de busca de empresas para executar planos de expansão nos moldes do que foi lançado na semana passada. A atual PPP prevê aporte total de R$ 2,2 bilhões, sendo R$ 1,95 bilhão do setor privado. A receita em 35 anos, para quem vencer a concorrência, é prevista em R$ 9,56 bilhões. Segundo o executivo, a área de PPPs já começa a analisar dados para montar a matriz de equilíbrio econômico-financeiro e depois será feito o alinhamento com prefeitos, além de obter aprovação dos processos nos Legislativos.

Leia mais no Jornal do Comércio

Comunicação Destaque Notícias