Saída de tucano do governo acelera troca de ministros Deputado Bruno Araújo (PSDB-PE) bate panela na tribuna durante sessão ordinária para votação de propostas. Foto: Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados

Saída de tucano do governo acelera troca de ministros

O pedido de demissão do ministro tucano Bruno Araújo (Cidades) deu início ao desembarque do PSDB do governo Temer e deve acelerar uma reforma ministerial. O presidente já começou a negociar com aliados a redistribuição de cargos no primeiro escalão. Ele pretende concluir as mudanças atê a próxima semana. O peemedebista se reuniu com o presidente do PP, o senador Ciro Nogueira. O partido quer o comando da pasta das Cidades, que tem um grande orçamento e executa ações em vários municípios. Estão cotados para a vaga deixada por Araújo o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, e o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro. Há mais três tucanos em ministérios: Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), Aloysio Nunes (Relações Exteriores) e Luislinda Valois (Direitos Humanos). Esses postos são cobiçados por outros partidos da base, que cobram mudanças para destravar votações no Congresso, como a da reforma da Previdência. Mais informações no Painel da Folha de São Paulo.

Notícias