Sartori garante cumprimento de metas em Plano de Segurança, mesmo com falta de efetivo; por Vitória Famer/Rádio Guaíba

Sartori garante cumprimento de metas em Plano de Segurança, mesmo com falta de efetivo; por Vitória Famer/Rádio Guaíba

Após o início de um curso de formação para 224 policiais civis, o governador José Ivo Sartori (PMDB) e o secretariado asseguraram, em coletiva de imprensa, no início da tarde de hoje, no Palácio Piratini, que a gestão vem cumprindo o cronograma para melhorar os índices ainda desfavoráveis no âmbito da Segurança Pública no Rio Grande do Sul. Sartori apontou que o governo vem conseguindo atingir as metas do Plano de Segurança, sobretudo, no que se refere ao policiamento ostensivo, mesmo que as entidades de servidores reafirmem o déficit crescente de efetivo.

“Nessa fase, realmente é aquilo que nós determinamos no fim de junho. Estamos cumprindo com o que nos propusemos e vamos avançar cada vez mais, para que até 2018, façamos o cumprimento de tudo aquilo que foi expresso. Agora, se as condições melhorarem, se a economia voltar a funcionar, se houver uma melhor arrecadação e a queda não seja tanta, e que haja condições de fazer o melhor, vamos avançando conforme nós estamos fazendo”, pontuou.

O Piratini convocou, na sexta-feira, mais 530 brigadianos – desses, 424 serão formados como policiais e o restante, de 106, vão para o Corpo de Bombeiros. Porém, os novos PMs só devem chegar às ruas em junho de 2017, após a formação. Ontem, teve início o curso de formação de mais 224 escrivães e inspetores, que também só devem começar a atuar no início do ano que vem.

Já o secretário da Segurança Pública, Wantuir Jacini, questionado sobre a falta de combustível em delegacias do Litoral Norte, afirmou que vai averiguar o caso específico, levantado pela reportagem da Rádio Guaíba nesta terça-feira. ”Quando os recursos vêm da Secretaria da Fazenda, eles são distribuídos dentro das cotas para todas as instituições. E elas recebem as cotas e fazem a administração dessas cotas com suas delegacias, no caso específico. Esse caso (pontual), é um caso de gestão dentro da Polícia Civil, que vou pedir informações para saber o que está acontecendo”, assegurou Jacini.

Com relação aos dados da Segurança Pública, divulgados nos últimos dias, os roubos seguidos de morte tiveram elevação de 34%, passando de 66 para 89 casos; os homicídios registraram crescimento de 6%, passando de 1.203 para 1.276. (Vitória Famer/Rádio Guaíba)

Destaque Poder Política Segurança