Sem base organizada, governo enfrenta testes no Senado Assuntos de interesse do Planalto vão de indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada à CPMI das Fake News - Roque de Sá/Agência Senado

Sem base organizada, governo enfrenta testes no Senado

Concentrado na articulação política com a Câmara no primeiro semestre, o governo Jair Bolsonaro enfrentará, a partir de agora, seguidos testes no Senado. Sem uma base organizada, o Palácio do Planalto terá de administrar cinco assuntos que lhe interessam: as indicações do subprocurador Augusto Aras para a Procuradoria-Geral da República (PGR) e do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada do Brasil nos EUA; a votação da reforma da Previdência; a análise dos vetos à lei de abuso de autoridade; e a estreia da CPMI das Fake News. Senadores cobram, reservadamente, liberação de verba para suas bases eleitorais e cargos políticos.

Leia mais em O Globo

Comunicação Destaque Notícias