Soluções para a conservação da natureza podem receber apoio financeiro Segunda chamada pública de 2018 da Fundação Grupo Boticário oferece três categorias diferentes, uma delas voltada a ambientes marinhos

Soluções para a conservação da natureza podem receber apoio financeiro

Iniciativas de todo o Brasil que ofereçam medidas efetivas de conservação da natureza podem se inscrever para a segunda chamada de 2018 dos tradicionais editais de apoio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, que existem há 27 anos. As inscrições podem ser feitas até 31 de agosto, por meio do site da instituição.

São três categorias de apoio: o Edital de Apoio a Projetos, que nesse semestre será destinado a ações no ambiente costeiro-marinho; Edital Biodiversidade Paraná, restrito ao território estadual paranaense; e o Apoio a Programas, de temática livre e aberta a todo o Brasil.

Após optar por um edital, o proponente escolhe uma linha temática para inscrever seu projeto, são elas: Unidades de Conservação de Proteção Integral e RPPNs, Espécies Ameaçadas, Ambientes Marinhos e Soluções para a Conservação.

A linha ‘Unidades de Conservação de Proteção Integral e Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs)’ tem como objetivo a criação, ampliação e execução de unidades de conservação continentais e marinhas, além da realização de atividades prioritárias de seus Planos de Manejo (documentos oficiais de planejamento das unidades de conservação). A de ‘Espécies Ameaçadas’ visa a execução de ações prioritárias para espécies ameaçadas, seguindo os Planos de Ação Nacional (PANs), documentos que elencam ações prioritárias para conservação de determinadas espécies e ecossistemas, além de ações emergenciais para espécies sem PANs e enquadramento de espécies em listas de ameaças. Já a linha ‘Ambientes Marinhos’ é voltada para estudos, ações e ferramentas para a proteção e redução de pressão sobre a biodiversidade marinha.

imagem_release_1341201A novidade deste ano é a linha “Soluções para a Conservação da Natureza”, que contempla a aplicação ou desenvolvimento de soluções inovadoras e ferramentas tecnológicas em benefício da conservação da natureza, como novas formas de monitoramento da biodiversidade e desenvolvimento de dispositivos que contribuam para a conservação de espécies e ecossistemas.

“A conservação da natureza brasileira tem muitos desafios e, para superá-los, é preciso a união de conhecimento e esforço de diversos atores e setores da nossa sociedade. Com esta nova linha temática temos como objetivo estimular que os pesquisadores da área ambiental busquem ferramentas e abordagens diferentes para solucionar os problemas que encontram. Também buscamos que profissionais de outras áreas de conhecimento aliem-se aos conservacionistas, aplicando novas tecnologias, modelos e soluções em benefício da proteção de espécies e ecossistemas que são fundamentais à qualidade de vida e à economia dos brasileiros”, comemora a diretora executiva da Fundação Grupo Boticário, Malu Nunes.

imagem_release_1341290A categoria de Apoio a Programas tem, ainda, uma quinta linha temática – a de “Políticas Públicas” -, que visa à implementação e fortalecimento de incentivos para conservação da natureza, instrumentos legais para fiscalização e proteção da biodiversidade, consolidação de áreas protegidas e parcerias para conservação. Essa categoria abrange iniciativas de média e longa duração (até quatro anos), que possibilitem ações de conservação da natureza de maior magnitude e que demandem mais tempo para aplicação.

Inscrições

Até o dia 31 de agosto, as inscrições nas três categorias de apoio estão abertas para instituições sem fins lucrativos, como fundações ligadas a universidades e organizações não governamentais (ONGs), por meio do site da Fundação Grupo Boticário.

Para o Edital Biodiversidade do Paraná, instituições privadas e públicas também podem se candidatar, por meio do site da Fundação Araucária (http://www.fappr.pr.gov.br/), que é parceria da Fundação Grupo Boticário neste edital.

Dúvidas podem ser encaminhadas por e-mail para edital@fundacaogrupoboticario.org.br.

Comunicação Notícias