STF deve limitar auxílio-moradia recebido por juiz Em julgamento em março, Supremo pode restringir benefício a magistrado que trabalha fora de sua cidade.

STF deve limitar auxílio-moradia recebido por juiz

O Supremo Tribunal Federal pretende restringir o alcance do auxílio-moradia pago a magistrados. O assunto deve ser levado ao plenário da corte em março. A ideia ê julgar a liminar do ministro Luiz Fux — que autorizou em 2014 o pagamento de R$ 4.378 mensais a juizes do país — e impor algumas condições ao recebimento do benefício. Uma delas ê priorizar quem trabalha fora de sua cidade. Reportagens recentes mostraram casos de magistrados que recebem a ajuda mesmo com imóvel próprio no município onde atuam. É o caso de Sergio Moro e Marcelo Bretas, da Lava Jato, e de dois dos três magistrados responsáveis pela condenação do ex-presidente Lula no TRF-4.

Há entre os ministros do Supremo quem veja inconstitucionalidade no pagamento do auxílio, defendido por representantes da magistratura e tido como uma compensação para a falta de reajuste salarial de juizes.

Integrantes do STF devem considerar essa queixa sobre o salário no julgamento, mas dizem que a liminar onerou o erário. A reportagem completa está na Folha de São Paulo.

Destaque