Fortunati entrega LDO à Câmara de Vereadores e diz que não vai fazer “pegadinha” com futuro prefeito

Fortunati entrega LDO à Câmara de Vereadores e diz que não vai fazer “pegadinha” com futuro prefeito

Cidade Destaque Economia Poder Política Porto Alegre prefeitura

O prefeito José Fortunati entregou nesta quinta-feira à Câmara Municipal o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2017, que deverá ser respeitado pela nova gestão. A peça deve ser apreciada e votada pelos vereadores até 10 de outubro para posterior sanção de Fortunati.

O documento estabelece prioridades, metas, diretrizes gerais e específicas da administração para elaboração do orçamento anual. O projeto servirá de balizador para o primeiro ano do novo prefeito de Porto Alegre, que será eleito em outubro deste ano. Fortunati destacou um cenário de crise que resulta num desemprego de 10% da população da Capital e região metropolitana e, por isso, ressaltou que não vai comprometer a futura administração. “Eu não quero fazer uma pegadinha para o futuro prefeito e quero mostrar que esta é uma peça técnica embasada na realidade. Mas é importante destacar para a população que nas áreas da Saúde e Educação iremos investir mais do que determina a Lei Orgânica e a Constituição Federal”, ponderou.

A estimativa é de que 20% do total do orçamento sejam destinados para a Saúde e 25% para a Educação. O prefeito ainda salientou que através de um financiamento internacional foram conquistados recursos superiores a R$ 80 milhões que vão servir para a compra de tablets para todos os professores da rede pública municipal e também para a instalação de wi-fi.

A previsão é de um orçamento total de R$ 6,9 bilhões. Fortunati ainda destacou que na votação do orçamento anual da prefeitura cortes vão ser confirmados, entretanto, não adiantou quais projetos ou áreas devem sofrer enxugamento.

As ações da prefeitura serão executadas em 12 programas estratégicos: Cidade em Transformação; Desenvolver com Inovação; Qualifica POA; Infância e Juventude Protegidas; Porto Alegre Mais Saudável; Porto da Igualdade; Porto da Inclusão; Porto Viver; Segurança Integrada; Cidade da Participação; Gestão Total e Você Servidor.

O candidato que chegar ao Paço Municipal deverá respeitar as diretrizes listadas pela gestão de Fortunati. Somente a partir do segundo ano é que o novo prefeito poderá elaborar a LDO. (Rádio Guaíba e Correio do Povo)