RS: Ministério Público de Contas entrega Comenda Guilhermino Cesar a jornalistas e defende a liberdade de expressão

RS: Ministério Público de Contas entrega Comenda Guilhermino Cesar a jornalistas e defende a liberdade de expressão

Comunicação Destaque Direito

O Ministério Público de Contas do RS, entregou nesta quinta-feira a Comenda Ministro Guilhermino Cesar pela liberdade de expressão. a jornalistas com atuação relacionado ao controle e transparência na administração pública. O mineiro Guilhermino Cesar, que leva o nome da premiação viveu 50 anos em Porto Alegre e atuou como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, jornalista, escritor, professor da Ufrgs e teve forte participação na comunidade cultural de Porto Alegre.

D8aCbqlW4AEKtoi
Marcelo Rech Foto: MPC

Foram agraciados os jornalistas: Marcelo Rech, Telmo Flor, Juremir Machado da Silva, Taline Oppitz, Graciliano Rocha, Fernando Albrecht, Elmar Bones, Leandro Demori, Adriana Irion, André Machado, Carlos Etchichury, Paulo Sérgio Pìnto e Felipe Vieira. O presidente da Associação Nacional de Jornais, Marcelo Rech, falou em nome dos jornalistas e lembrou a frase dita há mais de um século por Louis Brandeis, ex-juiz da Suprema Corte dos EUA, “O melhor desinfetante é a luz do sol.”.

D8aClzlXoAId4z0
Geraldo Da Camino Foto: MPC

Segundo o procurador geral do MPC-RS, Geraldo Da Camino, “O Ministério Público de Contas e a imprensa são parceiros no controle da administração pública, ao lado da sociedade civil. Vivemos em um momento, no mundo e no Brasil, de ameaças à liberdade de expressão, então, o MPC achou oportuno, na véspera do dia da liberdade de imprensa, homenagear alguns dos tantos jornalistas que tem colaborado com a instituição e com a sociedade no controle da administração”.

Emoção na entrega da Medalha Alberto André 2018 pela Associação Riograndense de Imprensa

Emoção na entrega da Medalha Alberto André 2018 pela Associação Riograndense de Imprensa

Comunicação Destaque Poder Porto Alegre

Com o Salão Nobre lotado, a ARI entregou a Medalha Alberto André a 11 jornalistas, na noite de 10 de dezembro. Ruy Carlos Ostermann e João Egydio Gamboa foram os decanos homenageados, junto a outros nove profissionais, Adriana Irion, Felipe Vieira, Ana Cássia Hennrich, Carla Seabra, Renato Panatieri, Wilson Rosa, Carlinhos Rodrigues, Luiz Artur Ferraretto e Alice Bastos Neves. O clima foi de reencontros e homenagens individuais a diversas pessoas que se misturavam a mestres e colegas de várias épocas.

O professor Ruy Carlos Ostermann destacou que o jornalismo lhe deu a oportunidade de praticar muitas atividades, mas a principal delas foi fazer amigos. Luiz Artur Ferraretto registrou a honra em receber a medalha justamente ao lado do professor Ruy, com quem trabalhou e pesquisou sobre a história do rádio gaúcho, e com o legado de Alberto André a quem entrevistou muitas vezes. Alice Bastos Neves e Adriana Irion destacaram a distinção como uma homenagem ímpar em suas carreiras. Renato Panatieri, Carlinhos Rodrigues e Ana Cássia Hennrich citaram suas ligações históricas com a ARI e seus dirigentes de várias épocas. Carla Seabra, Wilson Rosa e Felipe Vieira foram unânimes em agradecer seus professores e colegas da ARI. Felipe Vieira disse que a medalha era uma honra maior ainda por ser recebida ao lado do grande homenageado Ruy Carlos Ostermann. O presidente do Inter Marcelo Medeiros presenteou a ARI com uma camiseta do Internacional alusiva aos 83 anos da ARI. Diversos jornalistas consagrados estiveram presentes entre eles Flávio Tavares, Carlos Bastos e Ivo Czamanski.

O presidente da ARI destacou a colaboração de sua diretoria durante o ano de 2018 e reforçou que a Casa do Jornalista é a casa da amizade, reconhecendo o trabalho de colegas que fizeram e fazem a história da entidade  fundada em 1935. Na oportunidade convidou os associados a prestigiarem a associação que completa dezoito meses de nova diretoria, com vários projetos para 2019. No calendário de 2018 há a entrega do Prêmio ARI dia 19/12.

Participaram da entrega das medalhas aos onze agraciados a vice-presidente Cristiane Finger e o presidente do Conselho Deliberativo João Batista de Melo Filho e os diretores Antônio Goulart, Flavio Dutra, Mario Rocha, Nilson Souza, Thamara de Costa Pereira, Ayres Cerutti, José Nunes e a homenageada de 2017  Alice Urbim.

A cerimônia foi conduzida pelos jornalistas Daniela Sallet e Antônio Czamanski e contou com a participação da banda Deadline com Ricardo Azeredo, Elio Bandeira e Daniel Soares. (ARI)