Porto Alegre: Presidente da Câmara de Vereadores intercede para que Polícia agilize investigação sobre ataque a vereador; por Voltaire Porto/Rádio Guaíba

Porto Alegre: Presidente da Câmara de Vereadores intercede para que Polícia agilize investigação sobre ataque a vereador; por Voltaire Porto/Rádio Guaíba

Cidade Notícias Poder Política Porto Alegre Segurança

O atentado que o vereador da Capital Rodrigo Maroni (PR) alegou ter sofrido, na sexta-feira passada, levou o presidente da Câmara Municipal, Cássio Trogildo (PTB), a pedir providências junto à investigação. Maroni, que pretende concorrer a prefeito em 2016, teve o carro alvejado com dez disparos na zona Sul da Capital, na noite de quinta-feira. O vereador sustenta ter sido vítima de um ataque por ser defensor da causa animal.

Trogildo esteve reunido com o subchefe da Polícia Civil, Leonel Carivalli, pedindo agilidade na apuração da autoria do ataque. O vereador lembrou que, ainda na segunda-feira, Maroni já havia registrado ocorrência por agressão, e não escondeu o temor de ter um vereador na Casa sofrendo risco de morte. Carivalli estimou, em contrapartida, que as duas investigações possam ser concluídas nos próximos dias. O vice-presidente da Câmara, Delegado Cleiton, do PDT, que é policial, participou da audiência e também garantiu que espera resposta positiva para o desfecho da investigação.

Saiba mais:

pol_20428-248647
Vereador Rodrigo Maroni

Ainda na sexta, Maroni solicitou à Secretaria de Segurança Pública que disponibilize um policial (civil ou militar) para acompanhá-lo diariamente no trajeto ao trabalho. O vereador ainda requer que lhe seja disponibilizado um colete à prova de balas. Entretanto, segundo a assessoria da Secretaria de Segurança – e também conforme o delegado responsável pelo caso, Rodrigo Pohlmann Garcia, o pedido deve ser feito à Justiça.

A assessoria da pasta ainda lembrou que o único programa destinado a um fim parecido é o de Proteção, Auxilio e Assistência a Testemunhas Ameaçadas (Protege), sob responsabilidade da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos.

O vereador disse ainda que estuda contratar seguranças particulares para ele e para a família. Isso porque, no entendimento dele, está claro que se tratou de uma tentativa de homicídio por conta da atuação parlamentar em defesa da causa animal.

Porto Alegre: Vereador Rodrigo Maroni sofre atentado a tiros na zona Sul da Capital

Porto Alegre: Vereador Rodrigo Maroni sofre atentado a tiros na zona Sul da Capital

Cidade Comunicação Notícias Poder Política Porto Alegre Segurança

O vereador Rodrigo Maroni, que é pré-candidato, pelo PR, à Prefeitura de Porto Alegre, sofreu um atentado, na zona Sul da cidade, na noite desta quinta-feira. De acordo com a assessoria de gabinete, o parlamentar foi baleado de raspão e teve o carro alvejado, com cerca de 10 disparos, na Estrada São Caetano, no Lami. Maroni relatou que, nos últimos quatro dias, percebeu estar sendo seguido e que, hoje, quando foi fazer uma entrega de doações a animais, teve o carro alvejado. Ferido por estilhaços de vidro, ele parou o veículo e procurou abrigo em um matagal até receber a ajuda de um policial aposentado.

Na segunda-feira passada, Maroni registrou ocorrência policial após ser agredido pelo comerciante supostamente responsável pela morte de um cão yorkshire, ocorrida no sábado. O político relatou ter sido ameaçado de morte ao conversar com moradores da rua São Luís, no bairro Santana. Conforme esse registro policial, o comerciante se exaltou quando viu Maroni nas proximidades do estabelecimento dele e chamou outros homens, presentes ao local. O vereador, que é defensor da causa animal, relata que recebeu socos, chutes e ameaças do grupo. O parlamentar foi ao local para obter provas de que o acusado de matar o cão desferiu chutes que o levaram o animal a óbito. (Rádio Guaíba)

França pode ser alvo de terrorismo “nos próximos dias”, alerta premiê

Mundo Notícias

Premiê alerta que França pode ser alvo de terrorismo nos próximos dias | Foto: Eric Feferberg / AFP / CP

Premiê alerta que França pode ser alvo de terrorismo nos próximos dias | Foto: Eric Feferberg / AFP / CP

A França precisa estar preparada para novos atentados, afirmou nesta segunda-feira o primeiro-ministro Manuel Valls, ao avisar que país ainda pode ser alvo de ataques “nos próximos dias ou nas próximas semanas”. “Vamos viver por muito tempo com esta ameaça e precisamos estar preparados”, alertou Valls em entrevista à rádio RTL, antes de explicar que os atentados de Paris, que deixaram 132 mortos, foram organizados, pensados e planificados na Síria.

• Leia mais sobre os atentados em Paris

O premiê ainda disse que outros ataques terroristas estão sendo preparados, “não apenas contra a França, mas contra outros países europeus”. Manuel Valls também afirmou que a polícia francesa realizava em vários pontos do país nesta segunda-feira mais de 150 operações em meios islamitas. As operações fazem parte do estado emergência decretado pelo governo após os atentados de sexta-feira. (Correio do Povo/AFP)