Frente Brasil Popular prepara ato de apoio a Dilma neste domingo em Porto Alegre

Frente Brasil Popular prepara ato de apoio a Dilma neste domingo em Porto Alegre

Agenda Cidade dilma Direito Notícias Poder Política Porto Alegre

A Frente Brasil Popular está planejando um ato de apoio à presidente afastada, Dilma Rousseff, neste domingo, em Porto Alegre. A petista está na cidade para passar o fim de semana com a filha, Paula Araújo, e os netos, Gabriel e Guilherme, que moram em Porto Alegre.

De acordo com a Frente Brasil Popular no Rio Grande do Sul, foi decidido que haverá uma manifestação neste domingo, mas o horário e o formato ainda estão sendo definidos. A ideia é preservar o sábado para o descanso de Dilma com a família. O mais provável é que haja uma concentração em algum local onde ela estiver. Pode ser a casa dela, na zona sul de Porto Alegre, ou o aeroporto, no momento do embarque da petista de volta para Brasília.

Segundo a assessoria da presidente afastada, sempre há possibilidade de que Dilma participe de alguma mobilização organizada pelos movimentos sociais. Mas, no caso da capital gaúcha, não há nada confirmado.

Dilma chegou a Porto Alegre na noite de sexta-feira. No início da manhã deste sábado, ela andou de bicicleta na orla do Guaíba, nas proximidades de seu apartamento, acompanhada de seguranças.

Ao longo da manhã, houve manifestações isoladas em defesa da presidente afastada. Entre as 10 horas e as 11h30, três pessoas fizeram vigília em frente ao seu prédio em sinal de apoio. A previsão é de que Dilma retorne a Brasília no domingo à noite ou segunda-feira, quando ela terá uma série de reuniões no Palácio do Alvorada, que segue sendo sua residência oficial. (Correio do Povo)

São Bernardo do Campo: Manifestantes fazem ato de apoio a Lula

São Bernardo do Campo: Manifestantes fazem ato de apoio a Lula

Direito Notícias Poder Política

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu manifestações de apoio na manhã de hoje (13) em frente ao condomínio onde mora, na Avenida Prestes Maia, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. Os apoiadores, entre eles membros do Partido dos Trabalhadores (PT), da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e da União Jovem Socialista (UJS), começaram a se concentrar no local por volta das 9h30. A organização estima que cerca de 500 pessoas tenham participado do ato.

Ainda dentro do condomínio, Lula acenou com o neto nos braços enquanto o grupo cantava palavras de ordem. Por volta do meio-dia, o ex-presidente saiu para cumprimentar os manifestantes. A maioria das pessoas usava vermelho e muitos hasteavam bandeiras dos movimentos dos quais fazem parte e também bandeiras do Brasil. O movimento terminou por volta das 13h30.

Nesta semana, o Ministério Público de São Paulo pediu a prisão preventiva do ex-presidente por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. Em nota, o Instituto Lula negou as acusações. A presidenta Dilma Rousseff disse, em pronunciamento, que o pedido não tem base legal.

Neste domingo, milhares de brasileiros saíram às ruas pedindo o impeachment de Dilma. Em Brasília, cerca de 100 mil pessoas estiveram na Esplanada dos Ministérios em protesto contra a corrupção. (Agência Brasil)