Workshop Café Fon Fon: Bicicleta, Arte & Comunicação são os temas do encontro com a jornalista e documentarista Denise Silveira em 1* de junho

Workshop Café Fon Fon: Bicicleta, Arte & Comunicação são os temas do encontro com a jornalista e documentarista Denise Silveira em 1* de junho

Agenda Cidade Comportamento Destaque Turismo

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade de Porto Alegre (SMAMS) e o Café Fon Fon convidam para o Workshop “Bicicleta, Arte e Comunicação”, parte das comemorações pela 35a. Semana do Meio Ambiente e dos sete anos do espaço cultural mais charmoso da cidade. O workshop será realizado pela jornalista gaúcha Denise Silveira, radicada há 25 anos em São Paulo. Ela trabalhou nos principais veículos de comunicação do país e recebeu Menção Honrosa no Mobifilm 2018, o Festival Brasileiro de Filmes sobre Mobilidade e Segurança no Trânsito, pelo documentário “Ciclovia Musical”. Ela dirigiu, roteirizou e fez assessoria de imprensa para o projeto que incentiva a educação ambiental, esporte, saúde, lazer e cultura com roteiros de bicicleta e paradas para concertos de música instrumental. “Vou trazer alguns cases como a Ciclovia Musical, falar sobre a importância da educação ambiental e cultural, mobilidade ativa, a minha experiência na Bélgica e na Holanda, o papel do cicloativismo para o meio ambiente, o recorte do empoderamento feminino e do ativismo negro na bike, e as últimas pesquisas de comunicação. Uma ação educativa e de sensibilização para o uso da bicicleta como meio de transporte”, diz Denise.

DeniseSilveira2
Workshop acontece dia 1* de junho no Café Fon-Fon

A documentarista foi selecionada pela Federação Europeia de Ciclistas para falar no painel sobre mídia na conferência Velo-city 2019, que será realizada no final de junho, em Dublin, Irlanda. É o maior encontro do cicloativismo mundial. O Café Fon Fon, da pianista Bethy Krieger e do saxofonista Luizinho Santos, é um ponto cultural referência da música de qualidade e da cozinha vegetariana e orgânica. Será o primeiro workshop sobre o assunto realizado no local. “O Café Fon Fon tem muito orgulho de oferecer a atividade na busca de maior conscientização e ativismo, em especial na semana do meio ambiente, reforçando o comprometimento dos seus sócios com a questão da ecologia” afirmam Bethy e Luizinho.
O workshop vai abordar ainda roteiro e narrativa como ferramenta de divulgação e também a sua importância para combater fake news, além de produção de conteúdo e assessoria de imprensa. Técnicas para quem quer aprimorar a comunicação para projetos que envolvam educação ambiental, mobilidade e cultura. Startups, estudantes, jornalistas, produtores culturais, ativistas, poderão trazer seus cases para análise em grupo. Às 17h, um passeio grátis de bicicleta para os participantes do workshop acontece na Redenção para homenagear a Semana do Meio Ambiente. A Yellow apoia o pedal e vai disponibilizar alguns vouchers. E a Rede Bike Anjo vai orientar o pelotão para que a volta seja feita em segurança.

09h30 – Recepção e welcome tea (porque amamos chá) com playlist de músicas que falam de bicicleta.
10h – Ciclovia Musical – como a ideia de trazer público para um festival de música ajuda a incentivar a educação ambiental, cultural e a tirar a bicicleta do noticiário policial no Brasil. Exibição do documentário Ciclovia Musical, Menção Honrosa no Mobifilm 2018.
12h Almoço vegetariano (porque apoiamos a causa animal), troca de experiências e network.
14h – Roteiro e narrativa. Exibição de trechos do filme Festival Vermelhos, sobre o festival de música no meio da Mata Atlântica, em Ilhabela, SP. E trechos da performance Récital pour un Masseur (Recital para um Massagista), de Tal Isaac, na 33 Bienal.
16h – Dicas para não pagar mico na hora de divulgar – assessoria de imprensa x produção de conteúdo. A última pesquisa do Comunique-se comentada.
Vagas limitadas
Investimento: R$ 85 (oitenta e cinco reais)

Promoção SMAMS – A inscrição no workshop será grátis para as 10 primeiras pessoas que se inscreverem. Os 10 contemplados terão apenas que arcar com o custo de R$ 25 pelo almoço vegetariano.

Pedalada Grátis para todos os participantes
17h – Volta de bicicleta na Redenção em homenagem ao Dia Mundial do Meio-Ambiente com apoio da Rede Bike Anjo e Yellow.

Realização: Café Fon Fon ​
Apoio: SMAMS, Yellow, Bike Anjo POA, Justo.
Informações: workshopbike@yahoo.com
Inscrições: https://www.sympla.com.br/workshop-bicicleta-arte–comunicacao__524535

Júri de bancário que atropelou ciclistas define sentença a partir desta quarta.  Ricardo José Neis é acusado de tentar matar 17 ciclistas no bairro Cidade Baixa em 2011

Júri de bancário que atropelou ciclistas define sentença a partir desta quarta. Ricardo José Neis é acusado de tentar matar 17 ciclistas no bairro Cidade Baixa em 2011

Cidade Comportamento Destaque Direito

O julgamento do bancário Ricardo José Neis, acusado de atropelar 17 ciclistas em 2011, no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre, vai começar às 9h desta quarta-feira na 1ª Vara do Júri, no Foro Central I. A sessão vai ser presidida pelo juiz Maurício Ramires. Atuarão na acusação os promotores de Justiça Eugênio Paes Amorim e Lúcia Helena de Lima Callegari. A defesa do réu cabe ao advogado Manoel Pedro Silveira Castanheira. O Tribunal do Júri decide se o bancário é culpado pelas acusações de tentativa de homicídio e de lesão corporal, apresentadas pelo Ministério Público. Neis espera o julgamento em liberdade.

ricardo-neis-atropelador
Ricardo Neis responderá por 17 tentativas de homicídio. Foto: Blog Para Quem Pedala

O atropelamento ocorreu por volta das 19h de 25 de fevereiro de 2011. Ciclistas do movimento Massa Crítica, que pedala pelas ruas de Porto Alegre divulgando a bicicleta como meio de transporte, foram atingidos pelo automóvel Golf dirigido pelo bancário. Ele ficou irritado por ter a passagem bloqueada pelo grupo e acelerou. As imagens do atropelamento correram o mundo.

A prisão preventiva do bancário foi decretada em 2 de março de 2011. A liberdade provisória de Neis foi concedida em 7 de abril do mesmo ano. O réu recorreu ao Tribunal de Justiça do RS da sentença que determinou o júri popular. O TJ, no entanto, manteve a decisão de primeira instância. A defesa do bancário, então, recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). O recurso permaneceu na instância superior por um ano e meio. Em 2015, o processo retornou à 1ª Vara do Júri de Porto Alegre. Foram realizadas, ainda, várias diligências a pedido do Ministério Público e da defesa de Ricardo José Neis.

O processo, que foi considerado de relevância social, passou a ser acompanhado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pela Corregedoria-Geral da Justiça do Rio Grande do Sul (CGJ) em fevereiro de 2016. O objetivo da medida, tomada pela CGJ em conjunto com o juiz Maurício Ramires, foi conferir maior rapidez na tramitação do processo, dentro dos limites impostos pela legislação. (Correio do Povo)

Em Porto Alegre Dilma pedala na zona Sul. Presidente afastada pode ficar na Capital gaúcha até terça-feira

Em Porto Alegre Dilma pedala na zona Sul. Presidente afastada pode ficar na Capital gaúcha até terça-feira

dilma Notícias Poder Política Porto Alegre Prédio

A presidente afastada Dilma Rousseff (PT) que chegou a Porto Alegre na noite passada já realiza seus exercícios matinais.  Agora pela manhã, ela deixou de carro a residência na Zona Sul da Capital e seguiu para o Centro da Cidade de onde retornou para casa de bicicleta acompanhada por seguranças. Dilma chegou a Porto Alegre por volta das 23 horas, da noite passada. A bordo de um jato Legacy, da Força Aérea Brasileira, ela desembarcou após as 21h, na Base Aérea de Canoas. Dilma passa o fim de semana com a filha, Paula, e os netos, podendo permanecer na Capital até a próxima terça-feira.

À tarde, Dilma concedeu uma entrevista coletiva a órgãos de imprensa convidados, no Palácio da Alvorada (residência oficial do presidente da República), e protelou a viagem a Porto Alegre porque decidiu atender a imprensa internacional, até o fim da tarde. Em uma das entrevistas, de cerca de 45 minutos, ela criticou a ausência de mulheres e negros no Ministério do presidente interino Michel Temer (PMDB). “A questão de gênero é democrática, fundamental num País em que a maioria, mais de 50% são mulheres”, disse. Dilma também expressou confiança de que vai ter sucesso no julgamento do impeachment no Senado. Ela reiterou, ainda, que vai viajar, para onde for convidada, a fim de defender o mandato.

A permanência de Dilma em Porto Alegre deve anteceder uma série de viagens dela pelo Brasil e exterior denunciando a ilegitimidade do processo de impeachment. A presidente usou o Legacy porque perdeu o direito a utilizar o Airbus presidencial, desde ontem à disposição do presidente em exercício.

Além do transporte oficial (com avião e helicóptero da FAB e os carros oficiais), a presidente pode manter, enquanto estiver afastada, salário integral, o uso do Palácio do Alvorada, segurança pessoal, assistência saúde e a equipe de assessoria do gabinete pessoal. Os direitos de Dilma foram definidos e anunciados pelo presidente do Senado, Renan Calheiros.

Ontem, após fazer dois discursos em que defendeu estar sendo injustiçada e vítima de um “golpe”, ela se despediu dos manifestantes que foram ao Palácio do Planalto e se dirigiu ao Palácio da Alvorada, residência oficial e onde vai continuar morando até que o Senado julgue se ela cometeu crime de responsabilidade ou não.

Após ser notificada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, ela vai ter prazo de 20 dias corridos para apresentar a defesa. ( Rádio Guaíba e TV Record)

Dilma faz viagem relâmpago e fica menos de 24 horas em Porto Alegre

Dilma faz viagem relâmpago e fica menos de 24 horas em Porto Alegre

Cidade Notícias Poder Política Porto Alegre

A presidente Dilma Rousseff fez uma passagem relâmpago por Porto Alegre neste final de semana. Ela chegou no sábado, por volta do meio-dia, e deixou a Capital neste domingo, pouco depois das 9 horas da manhã. Ficou, portanto, menos de 24 horas na cidade. De acordo com o Palácio do Planalto, a presidente não teve compromissos oficiais.

Hoje de manhã, antes de embarcar no avião presidencial de volta a Brasília, Dilma pedalou pelas ruas da zona sul de Porto Alegre, onde tem apartamento. Como de costume, ela estava acompanhada de seguranças. (Correio do Povo)

Após feriadão em Porto Alegre, Dilma retorna a Brasília; por Bibiana Borba/Rádio Guaíba

Após feriadão em Porto Alegre, Dilma retorna a Brasília; por Bibiana Borba/Rádio Guaíba

Cidade Notícias Poder Política Porto Alegre

A presidente Dilma Rousseff (PT) deixou Porto Alegre na tarde deste domingo, depois de passar o feriadão de Páscoa com a família na zona Sul da cidade. O avião da Força Aérea Brasileira deixou a Base Aérea de Canoas por volta das 15h30min, e deve pousar em Brasília no final da tarde. O próximo compromisso oficial de Dilma é uma reunião com o Ministro-Chefe do gabinete pessoal, Jaques Wagner, marcada para as 10h desta segunda-feira no Palácio do Planalto.

Durante os três dias na Capital gaúcha, a presidente manteve apenas compromissos pessoais com a filha Paula, os netos e o ex-marido Carlos Araújo. Nas manhãs de sexta-feira e deste domingo, manteve o hábito dos passeios de bicicleta, acompanhada de seguranças. Apesar da especulação, Dilma não foi até a Serra gaúcha para participar do casamento de um ex-assessor, na noite de sábado.