Porto Alegre: Bombeiros resgatam cachorro do arroio Dilúvio. Animal ficou encurralado pelas águas no cruzamento das avenidas Ipiranga e Cristiano Fischer

Porto Alegre: Bombeiros resgatam cachorro do arroio Dilúvio. Animal ficou encurralado pelas águas no cruzamento das avenidas Ipiranga e Cristiano Fischer

Cidade Destaque Porto Alegre Segurança

Um cão vira-lata foi resgatado neste domingo pelo efetivo do 1º Batalhão de Bombeiro Militar (1º BBM) após ter ficado encurralado pelas águas do arroio Dilúvio no cruzamento das avenidas Ipiranga e Cristiano Fischer, em Porto Alegre. Assustado, o animal conseguiu permanecer cima de uma pilha de lixo que havia ficado retida em um dos pilares da ponte, apesar da correnteza provocada pelo aumento do nível do riacho em decorrência da chuva.

Acionados, os bombeiros Jacs Chicon, Antunes, Antonio e Matheus, da Estação Partenon do 1º BBM, foram até o local com uma viatura. Eles fizeram uma análise e planejamento da situação, averiguando todas as etapas necessárias para o sucesso do resgate do cão são e salvo. Com uma escada prolongável, os bombeiros se aproximaram do animal que docilmente aceitou ser “preso” com uma vara de captura, sendo então içado com segurança. Um funcionário de um posto de combustíveis nas imediações pediu para ficar com o cãozinho. (Correio do Povo)

Estado encaminha hoje à Assembleia projeto para separar o Corpo de Bombeiros da BM. A alteração foi aprovada pelo Legislativo em segundo turno, em 17 de junho de 2014

Estado encaminha hoje à Assembleia projeto para separar o Corpo de Bombeiros da BM. A alteração foi aprovada pelo Legislativo em segundo turno, em 17 de junho de 2014

Notícias Segurança

O projeto de lei que trata da organização básica da nova estrutura do Corpo de Bombeiros e regulamenta sua separação da Brigada Militar (BM) será encaminhado pelo governo do Estado à Assembleia Legislativa, na tarde desta sexta-feira (1º). A alteração foi aprovada pelo Legislativo em segundo turno, em 17 de junho de 2014. A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 232/2014, do Poder Executivo, garante a isonomia de remuneração entre os integrantes da BM, Bombeiros e da Polícia Civil. Neste sábado, 2 de julho, se festeja o Dia do Bombeiro.

Atualmente, o Corpo de Bombeiros soma 2.685 agentes contra um ideal estimado de 4.450. A PEC prevê que se atinja esse número em até três anos. (Rádio Guaíba)

Convênios podem ser cancelados caso governo descumpra prazo para desvincular Bombeiros da BM; por Voltaire Porto/Rádio Guaíba

Convênios podem ser cancelados caso governo descumpra prazo para desvincular Bombeiros da BM; por Voltaire Porto/Rádio Guaíba

Notícias Poder Política Porto Alegre Segurança

O chefe do Estado maior do Corpo de Bombeiros alertou hoje sobre a urgência do desmembramento da corporação em relação à Brigada Militar até o prazo estipulado em lei, de 2 de julho. O tenente-coronel Evaldo Rodrigues justifica que a data foi aprovada pela Assembleia Legislativa, ainda em 2014. Segundo o oficial, caso isso não ocorra, convênios para a prestação de serviço dos bombeiros junto a prefeituras, por exemplo, correm risco de cancelamento.

“Nós temos os mais variados convênios, desde prefeituras, passando por rodovias da EGR e até mesmo em aeroportos. Portanto, estamos preocupados, já que o prazo estabelecido se aproxima e, sem estabelecermos a condição de pessoa jurídica, ficaremos incapacitados de renovar esses convênios”, esclareceu. Rodrigues esclarece que os acordos em vigor só valem até junho.

O governo estadual criou um grupo de trabalho para tratar da separação dos bombeiros da Brigada Militar. Até agora, porém, não houve nenhum encaminhamento para viabilizar o desmembramento, na prática, junto à Assembleia. Rodrigues explica a necessidade da aprovação de uma legislação complementar para ratificar o processo de forma oficial. “A legislação complementar deve ter três previsões, estabelecendo uma organização básica, fixação do efetivo e as regras para a própria transição. Com essas medidas, poderemos ter um caráter jurídico e até tratar de questões como orçamento”, avaliou. A responsabilidade da autoria da proposta é do Palácio Piratini.

Depois de a discussão envolver secretarias como a da Casa Civil e a da Segurança Pública, agora o secretário Geral, Carlos Burígo, tomou a frente dos debates. Ele se reuniu, em fevereiro, com lideranças dos bombeiros e se comprometeu a dar celeridade à desvinculação. Porém, antes de qualquer movimento, pediu uma análise técnica da medida, junto à Secretaria da Fazenda.

Theatro São Pedro é interditado pelo Corpo de Bombeiros

Theatro São Pedro é interditado pelo Corpo de Bombeiros

Cidade Comunicação Cultura Economia Negócios Notícias Poder Política

O Corpo de Bombeiros interditou na manhã desta quarta-feira o Complexo do Theatro São Pedro e o Multipalco, em Porto Alegre. O espaço cultural, um dos mais tradicionais do Rio Grande do Sul, estaria com o sistema de incêndio inoperante e sem plano de prevenção.

A interdição ainda não é definitiva e, até o momento, a atração marcada para a noite desta quarta, o espetáculo “O Guri de Uruguaiana”, se mantém na agenda. Segundo a assessoria do espaço, o Theatro São Pedro tenta negociar com o Corpo de Bombeiros, que ainda permanece no local. A assessoria irá divulgar um posicionamento oficial ainda nesta tarde. (Correio do Povo)