Carro da Uber é apedrejado na rua Padre Chagas. Vidro traseiro do veículo Sandero foi totalmente quebrado; por Lucas Rivas e Eduardo Paganella / Rádio Guaíba

Carro da Uber é apedrejado na rua Padre Chagas. Vidro traseiro do veículo Sandero foi totalmente quebrado; por Lucas Rivas e Eduardo Paganella / Rádio Guaíba

Cidade Comportamento Negócios Política Porto Alegre prefeitura Segurança Tecnologia

Um motorista da empresa Uber teve o carro apedrejado na madrugada deste sábado, na rua Padre Chagas, no bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre. O vidro traseiro do veículo Sandero foi totalmente quebrado. Segundo a ocorrência policial, taxistas teriam arremessado objeto contra o veículo. O boletim policial trata o caso como dano consumado.

Conforme o relato da vítima, o veículo parou na Padre Chagas e, em seguida, três taxistas desceram do carro iniciando uma confusão. Além de terem apedrejado o carro, eles ainda chutaram a lateral. Até o momento, nenhum dos envolvidos foi identificado.

 Em menos de duas semanas, esse é o terceiro conflito envolvendo taxistas e motoristas da Uber em Porto Alegre. Após realização da audiência pública, no dia 5, que discutiu a regulamentação do aplicativo na Capital, um prestador de serviço teria sido agredido ao ser chamado de “taxista traidor”.

No Salgado Filho, uma briga também deixou um motorista da Uber ferido. A vítima foi atingida supostamente por uma chave de carro ou de fenda, disse a Polícia Civil. Em função dos recorrentes problemas, o presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, avaliou que o “campo está fértil para uma tragédia em breve”.

Cappellari pediu agilidade a vereadores para analisar regulamentação do transporte de passageiros via aplicativo. O líder do governo na Câmara já pediu urgência para a tramitação da matéria e espera que ela seja votada ainda no início de agosto, na volta do recesso parlamentar.