Justiça com as próprias mãos… Assaltante tem mão decepada no Centro de Porto Alegre

Justiça com as próprias mãos… Assaltante tem mão decepada no Centro de Porto Alegre

Cidade Destaque Segurança

Informações da área da segurança pública, dão conta que um assaltante foi flagrado roubando no Centro de POA. Um homem que viu a cena, sacou de um facão e decepou a mão do assaltante e fugiu do local. Segundo o Correio do Povo em sua edição digital:

“Um homem teve a mão esquerda decepada no Centro de Porto Alegre na tarde deste sábado. De acordo com informações da Brigada Militar, ele teria roubado uma loja do camelódromo e sido atacado por outra pessoa com um facão enquanto fugia.

O ataque teria acontecido na rua Borges de Medeiros, quase na Esquina Democrática. A área chegou a ser isolada e os policiais acionaram a perícia. O homem que teve a mão decepada foi levado para o Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre.

A Brigada Militar informou que realizou buscas para tentar localizar o outro homem, que realizou o ataque, e que procura imagens de segurança. Não se descarta que tenha ocorrido uma briga com outras pessoas.”

Desabamento de marquise mata mulher e deixa outra ferida no Centro de Porto Alegre

Desabamento de marquise mata mulher e deixa outra ferida no Centro de Porto Alegre

Notícias Porto Alegre Saúde Segurança

Uma mulher morreu e uma senhora ficou ferida após uma marquise desabar no Centro de Porto Alegre, pouco depois das 8h da manhã desta quinta-feira. A vítima fatal foi identificada como Tatiane Duarte de Oliveira, de 34 anos. Ela seria funcionária de uma lancheria no térreo do edifício, localizado na avenida Salgado Filho, 366. O prédio fica na esquina com a rua Professor Annes Dias, em frente ao complexo hospitalar da Santa Casa de Misericórdia.

Uma senhora que passava pelo local, identificada como Eva Lenir Flores da Silva, ficou ferida e foi encaminhada ao hospital para receber atendimento médico. As informações preliminares são de que ela era moradora de Triunfo.

Conforme o sargento Vanderlei Batista, do Corpo de Bombeiros, a marquise estava em obras e, provavelmente, não havia isolamento adequado do local. O bombeiro ressaltou que vários edifícios do Centro da Capital estão reformando marquises para atender exigências da Prefeitura. (Rádio Guaíba e Correio do Povo)