Semana Farroupilha: Chama Crioula é gerada em Colônia do Sacramento no Uruguai

Notícias
Fotos: Odila Paese
Fotos: Odila Paese

Pelos laços históricos e com o objetivo de fortalecer a cultura tradicionalista no Uruguai, a Colônia de Sacramento foi palco neste domingo, 12, do acendimento da Chama Crioula. Foi a primeira vez em que a chama foi gerada fora do Brasil. De Colônia, em cavalgada, a Chama será conduzida a Montevidéu, onde estará presente no Desfile da Pátria no dia 18 de julho. A programação terá prosseguimento, no dia 12 de agosto, com solenidade no forte de Santa Tereza, também no Uruguai. E então, no Chuí, no dia 15 de agosto, a chama será distribuída para as 30 Regiões Tradicionalistas do Rio Grande do Sul.

A Chama

A Chama Crioula surgiu em 1947, organizada por um grupo de jovens que pretendia realizar, no colégio Júlio de Castilhos, em Porto Alegre, uma ronda gaúcha comemorativa à Revolução acendimento01Farroupilha. No dia 7 de setembro, então, montados a cavalo, Paixão Cortes, Ciro Dutra Ferreira e Antônio Machado Vieira retiraram no Parque Farroupilha uma centelha da pira da Pátria e conduziram até a escola. Até hoje, o acendimento da chama marca o início das comemorações à Revolução Farroupilha, que culminam com os Festejos Farroupilhas em todo o Estado.