Literatura: Oficina de criação literária com Cíntia Moscovich inicia no fim de maio

Literatura: Oficina de criação literária com Cíntia Moscovich inicia no fim de maio

Agenda Cidade Comunicação Cultura Destaque Educação Porto Alegre

A jornalista, mestre em Teoria Literária e Patrona da Feira do Livro 2016 de Porto Alegre, Cíntia Moscovich está abrindo inscrições para a o módulo 1 da Oficina de Criação ministrada por ela.  Escritora talentosa Cíntia foi indicada ao Jabuti em 1997 por “O Reino das Cebolas” e diretora do Instituto Estadual do Livro do Rio Grande do Sul de 2001 a 2002. Vencedora do Prêmio Açorianos de Literatura na categoria Narrativa Longa, em 1999, pela novela “Duas Iguais – Manual de amores e equívocos assemelhados”. Também foi indicada ao Prêmio Portugal Telecom pelo livro “Arquitetura do Arco-íris” e vencedora pelo maravilhoso “Essa Coisa Brilhante que é a Chuva” em 2013 na categoria Contos.

Reunindo pequenos grupos, a OFICINA DO SUBTEXTO dá ênfase à memória sensorial e à prática da escrita, visando à publicação dos melhores textos em livro ao final dos encontros. O curso dedica-se à criação de textos ficcionais, com ênfase no conto, e se divide em dois módulos de aula, cada um deles totalizando 12 encontros semanais. Serão realizados diversos exercícios de escrita criativa e de sensibilização para o texto, além de tarefas práticas e teóricas. Também serão realizados exercícios de escrita de contos e minicontos, com o emprego dos diferentes tipos de narradores e perspectivas narrativas, técnicas de desbloqueio e de percepção do texto.

As aulas acontecem sempre às segundas-feiras, no Markt 705, na Bordini, 705, das 18h30min às 21h. Exigente com seus alunos, Cíntia ressalta a necessidade da dedicação deles para com a Oficina: “É imprescindível que os alunos realizem as tarefas para casa. Escrever fora do ambiente de aula é parte do aprendizado. Os alunos devem reservar tempo suficiente para se dedicar a escrever conforme solicitado, dentro dos limites previamente especificados.”

Serviço:

OFICINA DO SUBTEXTO

O que: Oficina do Subtexto, laboratório em 12 encontros, ministrada por Cíntia Moscovich.

Quando: Segundas-feiras, das 18h30min às 21h

Onde: Markt, 507 (Bordini, 507). Inscrições e informações através do email oficinasubtexto@gmail.com ou pelo telefone 3346-6340. Relis completo em www.cintiamoscovich.com

Quando: 12 encontros a partir de 29 de maio (Maio 29, junho, 5, 12, 19, 26, julho: 3, 10, 17, 24, 31 , agosto 14 e 21)

Quanto: três pagamentos mensais de R$ 500,00. Para pagamentos à vista serão concedidos 5% de desconto.

Cíntia Moscovich é patrona 62ª Feira do Livro de Porto Alegre. Escritora e jornalista assumirá posto que foi de Dilan Camargo

Cíntia Moscovich é patrona 62ª Feira do Livro de Porto Alegre. Escritora e jornalista assumirá posto que foi de Dilan Camargo

Cidade Cultura Destaque Feira do Livro Porto Alegre

Cíntia Moscovich é patrona da 62ª Feira do Livro de Porto Alegre, que erguerá suas estruturas na Praça da Alfândega entre os dias 28 de outubro e 15 de novembro. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira pela Câmara Rio-Grandense do Livro (CRL), em solenidade realizada no Master Premium Grande Hotel.
Nesta edição, os outros patronáveis eram André Neves, Caio Riter, Claudia Tajes e Luís Dill. Cíntia vai ocupar o posto que foi ocupado por Dilan Camargo na última edição do evento.

Nascida em Porto Alegre, Cíntia é escritora, jornalista e mestre em Teoria Literária, e já exerceu atividades como professora, tradutora, consultora literária, revisora e assessora de imprensa. Dentre vários prêmios literários conquistados, destaca-se o primeiro lugar no Concurso de Contos Guimarães Rosa, instituído pelo Departamento de Línguas Ibéricas da Radio France Internationale, de Paris, ao qual concorreu com mais de mil e cem outros escritores de língua portuguesa.

A paixão por escrever veio com a forma desabrida de Clarice Lispector. Em 1996, publicou sua primeira obra individual, “O reino das cebolas”, que lhe rendeu indicação ao Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro. Em 1998, lançou a novela “Duas iguais – Manual de amores e equívocos assemelhados”, que recebeu o Prêmio Açorianos de Literatura, na modalidade de Narrativa Longa. A autora conquistou mais quatros Açorianos desde então: em 2001 e 2005, “Anotações durante o incêndio” e “Arquitetura do Arco-Íris”, foram eleitos melhores livros de conto, na ordem. E em 2007, “ Por que sou gorda, mamãe?” conquistou os prêmios de melhor melhor narrativa longa e livro do ano.

Ex-diretora do Instituto Estadual do Livro, Cíntia passou a integrar, em 2009, a antologia “Os melhores contos brasileiros do século”, e tem participação em festivais literários ao redor do mundo, como as Feiras do Livro de Guadalajara, Frankfurt, e a Bienal do Livro de Santiago do Chile. Em 2013, ganhou o primeiro lugar no Prêmio Literário Portugal Telecom, na categoria contos/crônica. Também em 2013 foi a vencedora do Prêmio Clarice Lispector, concedido pela Fundação Biblioteca Nacional. (Correio do Povo)