Claro recebe Speedtest Awards® e consolida liderança em velocidade na internet, em casa e no celular. Operadora tem desempenho 47% acima da média nacional nas duas categorias

Claro recebe Speedtest Awards® e consolida liderança em velocidade na internet, em casa e no celular. Operadora tem desempenho 47% acima da média nacional nas duas categorias

Negócios Notícias Tecnologia Trabalho

A Claro comemora mais um resultado do Speedtest Awards®. A operadora acaba de receber os prêmios Brazil’s Fastest Mobile Network e Brazil’s Fastest Fixed Network, que a consolidam como a mais rápida do país, tanto em internet móvel como em fixa. O recente movimento da operadora, que incorporou os serviços da NET, faz com que o feito seja inédito: é a primeira vez que uma mesma marca é vencedora nas duas categorias do prêmio no país.

O reconhecimento é concedido pela Ookla, líder global em aplicações de testes de banda larga fixa e móvel, dados e análises. A partir da leitura dos testes de conexão móvel e fixa realizados pelos consumidores brasileiros, via aplicativo ou site do Speedtest, a Ookla considerou os critérios de velocidades de download, upload e latência das principais operadoras do Brasil.

O desempenho obtido nas mensurações, no primeiro e segundo trimestres deste ano, premiou a Claro como a operadora móvel mais rápida do País, com média de velocidade de download de 31,77 Mbps, índice 47% superior à média do mercado, de 21.55 Mbps. Em relação à concorrência, a operadora tem média 36% maior que segunda colocada (23.41 Mbps) e 110,5% superior à terceira (15.09 Mbps).

O mais recente balanço da Anatel sobre o setor de telefonia móvel, referente ao mês de julho de 2019, revela que a Claro lidera o crescimento no Pós-Pago pelo nono mês consecutivo. A maior parcela desse avanço no segmento é fruto de portabilidade. Ou seja, o diferencial da conexão móvel também atrai, além de clientes novos, usuários de outras operadoras.

Nas medições realizadas em banda larga fixa, a velocidade média de download da Claro foi de 49.49 Mbps, a maior entre as principais operadoras do País, sendo 47% superior à média nacional (33.58 Mbps). Já a média alcançada pela segunda (45.50 Mbps) e terceira colocadas (42.55 Mbps) são cerca de 8% e 14% menores que a da Claro, respectivamente. A performance da operadora superou os números do semestre anterior em 23% – quando o levantamento registou médias de 40.26 Mbps para a banda larga fixa da Claro.

“O reconhecimento é um reflexo dos esforços que a Claro vem empenhando. Passamos por um intenso processo de modernização de rede móvel, expansão de fibra ótica, ampliação da conectividade Wi-Fi dentro e fora de casa, para chegar a uma estrutura que é estado de arte. Com estes significativos investimentos, estamos disponibilizando o que há de mais inovador e com maior qualidade ao nosso cliente”, avalia Paulo César Teixeira, CEO da Unidade de Consumo e PME da Claro.

Na categoria móvel, a Ookla considerou a média alcançada em testes feitos por smartphones com sistemas operacionais Android e iOS. Já na rede fixa, a pesquisa avaliou as maiores velocidades atingidas em conexões com e sem fio (Wi-Fi) de cada operadora responsável pela conexão.

Durante o período (Q1 + Q2), 4.1 milhões de testes foram executados em dispositivos compatíveis com LTE (4G) conectados por redes móveis e 63.6 milhões foram realizados em redes de banda larga fixa.

 

SUPERIORIDADE E INTERNET MAIS RÁPIDA

A rede móvel da Claro foi líder na média de velocidade de download em 26 das 27 unidades federativas no primeiro semestre de 2019, de acordo com a rigorosa avaliação da Ookla. Foi destaque em Estados como Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais, com médias de 44.60 Mbps, 43.09 Mbps e 39.63 Mbps, nesta ordem. Todo esse desempenho é resultado do investimento contínuo da Claro em qualidade, tecnologia e infraestrutura da rede de última geração, o 4.5G.

Na categoria fixa, a Claro é a internet mais rápida em 15 unidades federativas. No Ceará, Distrito Federal e Bahia, por exemplo, alcançou médias de download entre 60.94 Mbps e 57.83 Mbps. Por conta do investimento constante na infraestrutura, a Claro segue liderando o crescimento do mercado de banda larga fixa no Brasil e também no segmento de “ultravelocidade” – onde, segundo o último balanço da empresa, alcançou 5,3 milhões de acessos, mantendo a sólida liderança com 52% de participação neste nicho.

“Recentemente, a Claro ficou maior e mais completa com a incorporação dos serviços residenciais da NET ao seu portfólio. Foi um passo importante na ampliação dessa marca, que tem como um dos principais objetivos sempre entregar o novo aos seus clientes. E isso significa investir não só em produtos inovadores e que facilitem a vida das pessoas, mas também na entrega da melhor qualidade e maior cobertura. Estamos evoluindo, cumprindo o nosso papel e o mercado reconhece”, finaliza Paulo César Teixeira.

 

 

Vivo lidera o ranking das empresas mais reclamadas de telefonia do Procon. NET tem três vezes mais reclamações que Sky

Vivo lidera o ranking das empresas mais reclamadas de telefonia do Procon. NET tem três vezes mais reclamações que Sky

Cidade Comportamento Comunicação Economia Negócios Notícias Poder Política Porto Alegre prefeitura Publicidade Vídeo

O segmento de telefonia representou, em maio, 23,48% do conjunto de 2.262 queixas protocoladas no Procon Porto Alegre no período. Em comparação ao mês de abril, houve uma leve queda das reclamações contra as telefônicas, da ordem de 3,55%. Houve ainda uma redução nas reclamações contra as empresas de TV por assinatura, NET e Sky, que em abril computaram 5,13% e, em maio, totalizaram 4,95% das queixas. Confira aqui o ranking de maio.

As queixas contra a operadora Vivo lideram o ranking, com 8,05% do total; o ranking de maio é o primeiro a considerar a operação da empresa sob a mesma marca, objeto da fusão entre Vivo e GVT, anteriormente ranqueados separadamente. Em segundo lugar está a operadora Oi, responsável por 6,90% das reclamações. Em terceiro no ranking aparece a produtora de Eventos Beta Produções, responsável pela realização do evento Villa Mix, cujos problemas identificados pelos consumidores de todo o País resultaram na abertura de dois processos administrativos no Procon Municipal. Em seguida aparecem a Claro, registrando 4,42% das queixas, e a empresa TIM, com 4,11%. A  NET Sul recebeu 3,71% do total de reclamações do mês, e a Sky, 1,24%.

De acordo com o diretor executivo do Procon Porto Alegre, Cauê Vieira, a divulgação dos dados do ranking segue com o objetivo principal, de orientação ao consumidor para que realize compras de produtos e serviços com mais segurança, já sabendo de antemão da lista das empresas mais reclamadas em Porto Alegre. “Objetivamos ainda alertar o fornecedor para o fato de que existe a necessidade destas empresas melhorarem o atendimento pós venda. Além disso, a compilação destes dados tem pautado as ações de fiscalização do Procon”, acrescenta Vieira.

Atualmente, o atendimento eletrônico responde por cerca de 56% do total de reclamações acolhidas no órgão. O porto-alegrense, em vez de comparecer à sede do Procon, tem preferido buscar atendimento no órgão pela Internet, utilizando o site www.proconpoa.rs.gov.br ou acessando gratuitamente o Procon App no aparelho celular, disponível para sistema Android e IOS. A sede do Procon Porto Alegre fica na rua dos Andradas 686, e funciona das 10h às 16h, quando são distribuídas 70 fichas de atendimento por dia.

Porto Alegre: Procon municipal publica ranking das empresas mais reclamadas. Claro e NET, duas empresas do mesmo grupo nas três primeiras posições, não pode ser só coincidência…

Porto Alegre: Procon municipal publica ranking das empresas mais reclamadas. Claro e NET, duas empresas do mesmo grupo nas três primeiras posições, não pode ser só coincidência…

Cidade Notícias

Durante o mês de outubro, o setor de telefonia continuou sendo o segmento mais reclamado pelos porto-alegrenses no Procon municipal.  “O que podemos concluir é que há uma constante indiferença das empresas telefônicas com o atendimento pós-venda dos seus clientes. Com isto a população procura o Procon municipal para ver seus direitos assegurados”, destaca o diretor executivo do Procon Porto Alegre, Cauê Vieira.

O ranking divulgado mensalmente pelo órgão municipal destaca as dez empresas mais reclamadas pelos porto-alegrenses. No topo da listagem encontram-se as operadoras de telefonia, com 19,20% do total de 2.248 reclamações registradas em outubro. Apesar da persistência da área de telefonia na liderança do ranking, houve queda do nùmero de reclamações sobre as operadoras, que no mês de setembro foi de 21,6%. A Claro foi a companhia com maior número de queixas, com 7,16 % do total ou 161 reclamações.

Em segundo lugar, está a Oi (6,27%) e, posteriormente, a NET (5,82%). Em quarta colocação está a TIM (3,95%) e, em quinto lugar, a GVT (3,87%). A Sky aparece em sexta colocação (2,44%).  Do total de reclamações do mês de outubro, 1.416 (63%) foram registradas por meio da Internet, pelo site do Procon e do App Procon. “Os porto-alegrenses estão utilizando mais os meios digitais para fazerem suas reclamações do que comparecendo na sede do órgão”, salienta Vieira.

O rol dos fornecedores mais reclamados do Procon pode ser acessado aqui ou por meio do App Procon para aparelhos celulares e tablets, disponível gratuitamente na Internet para sistemas Android e IOS.

Atendimento – O Procon Porto Alegre é um órgão vinculado à Secretaria Municipal de Produção, Indústria  e Comércio (Smic) e atende ao público na rua dos Andradas, 686, das 10h às 16h. O telefone para informações é (51) 3289-1774. O órgão também atende pelo site www.portoalegre.rs.gov.br/procon e pelo aplicativo App Procon.