Comércio mostra sinais de recuperação no segundo semestre

Comércio mostra sinais de recuperação no segundo semestre

Economia Negócios Notícias

O varejo gaúcho mostra um otimismo moderado com a perspectiva de desempenho do ano. Embora a perspectiva seja de  um resultado negativo para o primeiro semestre, a recuperação gradual dos indicadores econômicos no segundo semestre deverá amenizar o volume de negócios do ano. Essa é a expectativa da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV) depois do relato feito por diretores da entidade em reunião mensal realizada nessa quinta-feira (30). A projeção é que o resultado do primeiro semestre de 2016, comparado a igual período do ano passado, seja 4,2% (nominal) e que chegue ao final do ano com 5 %. “O estado anímico de quem gera emprego e movimenta a economia – industriais e comerciantes – apresenta uma melhora significativa e esperamos que isso altere os rumos do desempenho no ano”, comenta Vilson Noer, presidente da entidade.

Os relatos das lideranças do interior apontam que o melhor “vendedor” dos últimos 30 dias foi o frio. “As baixas temperaturas levaram os consumidores às compras. Nada de grandes volumes de negócios, mas o suficiente para salvar o mês”, diz o dirigente. Ele lembra que algumas regiões apresentaram melhores resultados em função de sua sazonalidade ou perfil econômico. Este é o caso das cidades da zona de plantio do fumo, que começa a comercialização agora e tem no mercado externo o grande atrativo, os municípios da Serra gaúcha em função das indústrias de malhas, e a região produtora do Planalto com a venda de produtos agrícolas.

“Em Farroupilha, as malharias  chegaram  a registrar a presença  de duas mil empresas compradoras. Já em regiões de produção agrícola, como Passo Fundo e Cachoeira do Sul, o comércio verifica um bom resultado de vendas a partir da comercialização de itens agrícolas”, comenta Noer.

Segmentos como eletrodoméstico, veículos, peças, material de escritório e informática, lubrificantes e combustíveis apresentam queda superior aos 15% nos primeiros quatro meses do ano no Rio Grande do Sul, superando o desempenho no Brasil. Já o mercado moveleiro apresentou números positivos em função das exportações.

Porto Alegre: Comércio dá início às liquidações de Verão. Confira dicas para otimizar suas compras

Porto Alegre: Comércio dá início às liquidações de Verão. Confira dicas para otimizar suas compras

Cidade Comportamento Comunicação Direito do Consumidor Economia Negócios Notícias

Está aberta a temporada de liquidações de início de ano. De acordo com a CDL Porto Alegre, os descontos chegam a 70% em itens como roupas, sapatos, eletrodomésticos, livros, entre outros produtos. O varejo da Capital promete aquecer as vendas na queima de estoques antecipados de verão. “Com o cenário ruim na economia, o consumidor pode aproveitar este momento para fazer com que compras maiores caibam no orçamento doméstico”, destaca o economista da entidade, Victor Sant’Ana.

Otimize suas compras:

– Saia sem pressa de casa, com tempo para olhar com calma todas as lojas.

– Este é o momento certo para investir naquele seu objeto de consumo. Faça uma busca nas lojas, compare preços e realize a seu sonho.

– Aproveite a época de ofertas e antecipe as compras de alguns presentes.

– Fique atento e lembre-se que, na maioria dos casos, os artigos em promoção não poderão ser trocados.

– Confira no seu armário quais são as roupas que você tem e busque nas liquidações peças que combinem com as suas.

– Não se apresse: escolha, experiente, avalie.

– Em tempos de calor, opte por sair com roupas e sapatos confortáveis para poder caminhar bastante em busca das melhores ofertas.

Fonte: Victor Sant’Ana, economista da CDL Porto Alegre

 

Natal: confira horários do comércio e serviços nos dias 24 e 25. Supermercados, comércio e bancos reduzem horários de atendimento

Cidade Crianças Negócios Notícias Poder Porto Alegre prefeitura Saúde Segurança Turismo
Natal deste ano deverá ser pior que o de 2014  - Foto: André Ávila/CP Memória
Natal deste ano deverá ser pior que o de 2014 – Foto: André Ávila/CP Memória

A maior parte do comércio e serviços funciona com horários reduzidos nesta quinta-feira (24), véspera de Natal, e fecha no feriado da sexta-feira, dia 25, no Rio Grande do Sul. Confira os horários de atendimento divulgados:

Supermercados: Na Capital, os estabelecimentos abrem no dia 24, com horários similares aos adotados aos domingos — a tendência é de que a maioria feche entre as 19h e 20h. No feriado do dia 25, as lojas estarão fechadas. O Mercado Público também funciona só na véspera, das 7h30 às 17h.
Cada município tem convenção coletiva de trabalho própria, mas, segundo a Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), a maior parte das cidades do interior deve seguir a regra de Porto Alegre.

Comércio: As lojas de shopping centers da Capital têm abertura estendida até a noite de hoje (23) — até 23h ou 24h — e, nesta quinta-feira (24), funcionam apenas até as 18h. Já as lojas de rua abrem até as 19h. Na sexta-feira, a abertura é opcional no turno da tarde, entre 14h e 20h. Conforme o Sindilojas, o comércio só poderá abrir no feriado com atendimento de proprietários, sem os empregados.

Bancos e lotéricas: Os bancos abrem por apenas duas horas nesta quinta-feira da véspera do Natal (24): das 9h às 11h da manhã. A opção para pagar contas é procurar casas lotéricas, que terão sistema funcionando das 8h às 16h. Depois, o sistema bancário só volta a funcionar na segunda-feira (27).

Postos de saúde: Unidades básicas e pronto-atendimentos recebem pacientes, na Capital, até o meio-dia desta quinta-feira (24). As emergências de hospitais têm regime de plantão, em todo o Estado. O Samu atende pelo número 192, em plantão, durante 24 horas. Os hemocentros do Estado atendem até as 11h30 da quinta-feira.

Funcionalismo público: As atividades do serviço público estadual serão mantidas até o final do turno da manhã do dia 24. A Farmácia Popular fecha ao meio-dia e as agências do Tudo Fácil fecham às 13h30. No poder judiciário, não haverá plantão na Defensoria Pública Estadual durante o feriadão e os judiciários Estadual e Federal suspenderão as atividades forenses, de atendimento e de prazos processuais.

Segurança: As instituições de segurança pública funcionam durante as 24 horas de todos os dias do feriadão, em regime de plantão, pelos telefones: Brigada Militar (190), Bombeiros (193), Polícia Civil (197), Comando Rodoviário da Brigada Militar (198), Polícia Rodoviária Federal (191), Defesa Civil (199), Disque Denúncia (181). (Rádio Guaíba e Correio do Povo)