TVE volta a criticar jornalismo da EBC para justificar alteração na programação. EBC repudiou a interrupção de retransmissão de jornal da TV Brasil pela TVE; Gabriel Jacobsen/Rádio Guaíba

TVE volta a criticar jornalismo da EBC para justificar alteração na programação. EBC repudiou a interrupção de retransmissão de jornal da TV Brasil pela TVE; Gabriel Jacobsen/Rádio Guaíba

Cidade Comunicação Direito Notícias Poder Política Vídeo

A presidente da Fundação Piratini – responsável pela emissora TVE – se manifestou por nota nesta terça-feira (22) reforçando as críticas à Empresa Brasil de Comunicação (EBC) que já havia feito na semana passada, em entrevista à Rádio Guaíba. No texto, a presidente Isara Marques volta a dizer que a TVE discorda “da linha editorial adotada recentemente pelo Jornalismo da EBC”, o que motivou a interrupção da retransmissão do jornal da emissora pública nacional. Confira íntegra da nota ao final.

Na última quinta-feira, um dia após serem liberados os áudios de grampos do ex-presidente Lula, a TVE alterou a programação e não retransmitiu, como fazia até então, o programa Repórter Brasil Tarde, produzido pela TV Brasil (EBC). Em seu lugar, entre às 12h e 12h30min, a TVE retransmitiu o Jornal da Cultura Primeira Edição (produzido pela TV Cultura, de São Paulo).

A EBC emitiu nota oficial, ontem, repudiando a afirmação da presidente da TVE. No comunicado, a EBC esclarece que, em nenhum momento, a TVE enviou consideração ou contestação sobre os assuntos pautados pela Equipe de Jornalismo da EBC, nem em relação à forma de abordagem. “Causa ainda maior estranhamento quando a própria presidente da TVE afirma que a emissora continuará veiculando a edição noturna do mesmo telejornal que acusa de chapa branca”, sustenta, na nota, a empresa pública. A EBC salientou, ainda, que a TVE gaúcha foi a única entre as 45 emissoras que retransmitem o conteúdo da TV Brasil a tirar o telejornal do ar na quinta-feira.

Leia abaixo a nota emitida pela presidente da Fundação Piratini:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em respeito a boa informação e ao princípio do contraditório, convém esclarecer que a TVE/RS mantém uma ótima relação de parceria com a Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), no entanto, pugna pela defesa de sua autonomia e independência em relação à EBC e as demais parceiras da Rede Nacional de Comunicação Pública.

Discordamos da linha editorial adotada recentemente pelo Jornalismo da EBC, e reservamos o direito de retirar o telejornal de nossa grade de programação, em perfeita sintonia com os termos pactuados entre TVE e EBC.

Mantivemos a edição noturna do telejornal Repórter Brasil na grade de programação da TVE/RS em respeito ao contrato firmado em 2011, onde condiciona o horário noturno para retransmissão da Rede TV Brasil.

A Fundação Piratini, mantenedora da TVE/RS e da Rádio FM Cultura, pela outorga educativa que norteia sua programação, reserva a sua prerrogativa de retransmitir, ou não, conteúdos que, entende, se desassociam aos princípios norteadores das TVs educativas.