Porto Alegre: Reunião encaminha parceria entre entidades empresariais e a Brigada Militar

Porto Alegre: Reunião encaminha parceria entre entidades empresariais e a Brigada Militar

Cidade Destaque Poder Política Porto Alegre Segurança Turismo

Foi encaminhada, nesta quinta-feira (15/09), parceria entre entidades empresariais e a Brigada Militar, com o objetivo de unir esforços para contribuir com a atuação da polícia. As entidades manifestaram interesse em trabalhar em conjunto e colaborar com as necessidades do efetivo. O encontro foi uma continuidade das ações em benefício da segurança pública do estado. Na terça-feira (13), as entidades encontraram com o secretário de Segurança Pública do RS, Cezar Schirmer, para declarar apoio à instituição. “Também queremos ser porta-vozes da Brigada Militar e suas necessidades, como forma de apoio a sua atuação”, ressaltou o presidente do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse.

agenda-bm2Uma das ideias é a criação de um comitê permanente com a participação da Brigada e representantes das categorias para discussão de ações efetivas. O Comandante-Geral da Brigada, Cel. Alfeu Freitas Moreira, destacou a importância da participação da Sociedade Civil Organizada na construção de convênios, como a Operação Avante. Ele apontou como exemplo, a necessidade de mais eficiência na comunicação e a carência de tecnologia. “Podemos construir projetos que atendam essas necessidades”.

O presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região, Henry Chmelnitsky, fez questão de reforçar que as entidades empresariais estão juntas com a Brigada para construir soluções que se transformem em medidas para a sociedade. “Para sermos mais eficazes, a ideia é implantarmos as ações, em um primeiro momento, de Porto Alegre e Região”.

Ficou acertado que uma nova reunião será agendada para que seja definido de que forma as entidades poderão atuar para contribuir. “Queremos identificar uma necessidade da Brigada Militar que possa ser encampada e suprida pelas nossas entidades para fortalecer a segurança pública”, completou o presidente da CDL POA, Alcides Debus.

Fazem parte da iniciativa as entidades que integram o Fórum Permanente da Segurança Pública: Sindha, Sindilojas Porto Alegre, CDL POA, Setcergs, Sinepe/RS, SHPOA, Secovi, Fecomércio, Sindiótica, ACPA, Federasul, Agas, FCDL-RS, CRC-RS, OAB RS, Sindigêneros RS, Ajorsul, Sescon-RS, Porto Alegre Convention & Visitors Buerau, Lide, Sinprofar RS, IEE, Sincodiv RS, Fenabrave, Sicopeças, Sinprofar e Sindiatacadistas.

Presidente da Fecomércio-RS assina contrato para primeira etapa da nova sede com investimento de R$ 350 milhões

Presidente da Fecomércio-RS assina contrato para primeira etapa da nova sede com investimento de R$ 350 milhões

Cidade Negócios Notícias Poder Prédio Tecnologia Turismo

O Sistema Fecomércio-RS está em franco crescimento. A primeira etapa desse salto modernizante começou neste mês. O presidente Luiz Carlos Bohn assinou na sede da entidade contrato com a empresa JL, do Paraná, para a construção da primeira fase do futuro Complexo do Sistema Fecomércio-RS.

unnamed(4)As obras estão previstas para começar no dia 1º de setembro deste ano e devem estar concluídas em fevereiro de 2019 – um cronograma de 30 meses de atividades. O valor a ser investido nesta unnamed(6)etapa pela Fecomércio chega a R$ 150 milhões. O conturbado momento econômico que o país enfrenta foi driblado com uma planificação financeira feita com todos os detalhes. “A crise não vai interferir, pois temos o dinheiro total da obra guardado há muitos anos. Planejamos isso há mais de 15 anos”, explicou o mandatário, Luiz Carlos Bohn.

A nova sede da entidade será inaugurada na Rua Fernando Ferrari, no bairro Anchieta, em Porto Alegre/RS, às margens da Freeway. Haverá medidas mitigatórias exigidas pelo Poder Público, relativas ao impacto local, no valor de R$ 25 milhões. O complexo será construído com o conceito de sustentabilidade em um terreno de 20 hectares ao longo de 150 mil metros quadrados de área total.

unnamed(3)Além da nova sede da Fecomércio-RS, Sesc e Senac, o empreendimento abrigará um centro educacional, uma arena multiuso com capacidade para dez mil pessoas e garagem. Nesta primeira etapa do projeto arquitetônico, será construída a sede administrativa em uma área de 45 mil metros quadrados.

MBC promove debate com governador do Espírito Santo sobre gestão pública

MBC promove debate com governador do Espírito Santo sobre gestão pública

Agenda Cidade Economia Negócios Notícias Poder Política Porto Alegre

O governador do Estado do Espírito Santo, Paulo Hartung, é o convidado do Debate Brasil Competitivo, que será realizado nesta segunda-feira, 23, em Porto Alegre (RS),  na sede da Fecomércio. O evento terá como mediador o presidente executivo do MBC, Claudio Gastal, e contará com a participação de gestores públicos, líderes empresariais, especialistas erepresentantes da sociedade civil.  O encontro é uma realização do Movimento Brasil Competitivo (MBC), Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade (PGQP), Agenda 2020, Fecomércio e Celulose Riograndense.

Paulo Hartung administra o Estado do Espírito Santo pela terceira vez e irá apresentar suas experiências, debater a gestão pública, o cenário político nacional e os desafios enfrentados pelo Brasil. Em 2002, foi eleito no 1º turno, em 2006 foi reeleito realizando um trabalho com foco na gestão, reorganizando e modernizando a máquina pública. Hartung conseguiu ampliar a capacidade de investimento do Estado de menos de 1% para 16% da arrecadação. Em 2014, venceu novamente as eleições para governo do Estado.

Economista pela Universidade Federal do Espírito Santo, Hartung foi deputado estadual por dois mandatos consecutivos, de 1983 a 1990. No ano seguinte, assumiu como deputado federal e, em 1993, se elegeu prefeito de Vitória. Após deixar a administração municipal, no início de 1997, foi convidado pela Embaixada Americana no Brasil a participar de um programa intensivo sobre Administração Pública e Sistema Político nos Estados Unidos. Em 1998, lançou-se candidato ao Senado Federal, obtendo a maior votação registrada no Estado.

Serviço

Data: Segunda-feira, 23.05.2016

Horário: 11h30

Local: Fecomércio (Av. Alberto Bins, 665, 15º andar, Porto Alegre/RS)

Sistema Farsul e entidades apresentam Fundo Hidrovias ao Governador Sartori

Sistema Farsul e entidades apresentam Fundo Hidrovias ao Governador Sartori

Economia Negócios Notícias Poder Política Turismo

O governador do RS, José Ivo Sartori, foi recebido hoje (03/05) pelo presidente do Sistema Farsul, Carlos Sperotto, na sede da entidade para conhecer o Projeto Associação Fundo Hidrovias RS. A iniciativa objetiva potencializar o uso de hidrovias para transporte aquaviário, proporcionando aumento de competitividade para o Estado. O Projeto propõe a criação de um fundo privado de desenvolvimento que prevê remuneração pelo uso do modal. Uma outra sugestão é utilizar recursos gerados a partir de medidas compensadoras ambientais dos empreendimentos que serão instalados nas margens dos rios para o Fundo.

Além de atuar na melhoria da navegabilidade das hidrovias, como dragagem e sinalização, o Fundo Hidrovias RS tem como meta maior atrair investimentos de parques industriais na beira dos rios. Em fase de conclusão, o projeto vem sendo desenvolvido há um ano com a participação de entidades privadas como Farsul, Fecomércio, Fiergs e Associação Brasileira de Terminais Portuários, e públicas, como Estado, Famurs e AGCONP. “Trata-se de um projeto feito a partir de uma série de adesões que pensou ações objetivas para viabilizar o uso de nossas hidrovias”, afirmou Sperotto. O presidente do Sistema Farsul reforçou a intenção do programa de reduzir o ônus do Estado e estimular um grupo disposto a investir na área.

96852141684873
Sartori conhece a proposta do Fundo Hidrovias. Foto:Gerson Raugust/ Farsul

Coube ao prefeito de Rio Pardo, Fernando Schwank, fazer a apresentação ao Governador. O presidente da Fiergs, Heitor Muller, destacou que a iniciativa pode ser comparada ao Fundesa, fundo criado pelas cadeias de produção da carne para complementar ações de desenvolvimento e defesa sanitária animal do RS. “Precisamos ativar as hidrovias para nos ajudar”, afirmou.

O Fundo teria o formato de Organização de Propósito Específico Não Estatal. Prevê a gestão feita por entidades privadas, operadores, governo e empreendedores.

Após assistir à apresentação do Fundo, Sartori afirmou que irá avaliar o documento. “Estou aberto a todo o tipo de discussão, sempre resguardando o interesse público e social da coletividade”, disse. O Governador reforçou seu apoio a parcerias público privadas e sugeriu que a proposta deve considerar também a concessão de hidrovias. Deu exemplos sobre investimento no Porto de Pelotas viabilizado pela CMPC Celulose Riograndense para ligar o município a Guaiba via modal hidroviário.

Participaram do encontro o secretário Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Fábio Branco, o presidente da Fiergs, Heitor Müller, o presidente da Fecomércio, Luiz Carlos Bohn, do titular da Superintendência dos Portos e Hidrovias, Luiz Alcides Capoani, do presidente da Famurs, Luiz Carlos Folador, e do presidente da CMPC Celulose, Riograndense, Walter Lídio Nunes, superintendente da AHSUL, Eloi Spohr, secretário substituto dos Transportes, Vanderlan Frank Carvalho, diretor executivo do Fundesa, Rogério Kerber, do presidente do Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial do Rio Grande do Sul, Fernando Becker, dos diretores da Farsul, Fábio Avancini Rodrigues, Francisco Schardong, Jorge Rodrigues e Hermes Ribeiro de Souza Filho e o superintendente do Senar-RS Gilmar Tietböhl.