Farsul: Trigo é destaque no levantamento das exportações de fevereiro

Farsul: Trigo é destaque no levantamento das exportações de fevereiro

Economia Negócios Notícias

A Assessoria Econômica do Sistema Farsul divulgou o Relatório de Comércio Exterior do Agronegócio do RS do mês de fevereiro de 2016. O levantamento aponta o setor como responsável por 61,9% das exportações do estado. O total comercializado pelo agronegócio foi de US$ 531 milhões, fechando sua Balança Comercial com um resultado de US$ 456 milhões.

O resultado representou uma queda de 1,66% na comparação com fevereiro de 2015, muito em função dos números relacionados ao Trigo, que no ano passado registrou exportação acima da média. “O Trigo foi responsável por mais da metade das exportações do RS em fevereiro de 2015, por isso a base de comparação não é muito justa. As exportações foram melhores distribuídas neste ano, com crescimento em quase todos os produtos”, afirma Antônio da Luz, economista-chefe do Sistema Farsul. Carnes (5,6%), Arroz (7,6%), Fumo (10,3%) e setor Lácteo (16,8%) foram alguns dos grupos que registraram crescimento.

Em comparação com o mês de janeiro/2016, houve um aumento de 5,5% no valor exportado, de US$ 503 milhões para US$ 531 milhões. Entre janeiro e fevereiro deste ano, o Rio Grande do Sul exportou US$ 1,035 bilhão em mercadorias do agronegócio, queda de 9,4% em relação ao mesmo período do ano passado. O volume exportado foi de 1,543 milhões de toneladas, queda de 18,9% em relação a 2015.

A China aparece como o principal parceiro comercial das exportações do RS em fevereiro, com US$ 75 milhões, ou seja, 14,2% do total. Na sequência aparecem Estados Unidos, com US$ 59 milhões, e Rússia, com US$ 24 milhões.

Confira o relatório completo

NEI LISPOA : Temporada de Verão dias 24 e 25 de fevereiro no Teatro Renascença

Cidade Cultura Notícias Porto Alegre

 

Os fãs de Nei Lisboa sabem que a sua tradicional temporada de verão é a cereja do bolo dos mais belos tórridos dias da capital gaúcha. Além do mais, ela vai marcar as comemorações da abertura oficial do novo ano em terras brasileiras, nos próximos dias 24 e 25 de fevereiro (quarta e quinta-feira), às 21h, no Teatro Renascença.

Reunindo canções que embalaram a trilha sonora de diferentes gerações, o show celebrará a virada do ano que se avizinha e que ocorre no mês de março, quando tudo promete retomar o ritmo da vida cotidiana. A começar com a “crônica” do ano que passou, o show com Nei Lisboa (violão e voz), Luiz Mauro Filho (piano e teclados) e Paulinho Superkóvia (guitarra), irá proporcionar um inédito momento musical gastronômico, novas canções e o estratégico “bis” antes do final do show, quando o público poderá fazer pedidos.

O roteiro, sempre aberto a novidades, terá especialmente canções autorais do mais recente Cd Telas tramas & trapaças do novo mundo, gravado ao vivo em 2015, como A lei, A vida inteira, Mãos demais, No boleto ou no cartão e Publique-se a versão. Entre muitas outras músicas de todas as fases de sua carreira, também foram selecionados clássicos como Dirá, Dirás (Cd Carecas da Jamaica), Telhados de Paris e Baladas (Cd Hein?) e a lírica Doody II (Cd Prá viajar no cosmos não precisa gasolina).

Serão duas noites para reviver e ouvir novamente canções de um dos mais representativos e talentosos compositores e intérpretes da nossa história. Um reencontro especial, em clima mais intimista, que promete um show único. E, certamente, tudo isso temperado pelas peculiares características de Nei Lisboa, que unem musicalidade com senso de humor e uma pitadinha de ironia.

Ingressos antecipados: R$ 50,00 e R$ 25,00 (estudantes e idosos) na Livraria Bamboletras (Rua General Lima e Silva, 776 – loja 3 – Shopping Olaria – fone (51) 3221-8764 )

Ingressos nos dias de show: R$ 60, 00 e R$ 30,00, a partir das 18h, na bilheteria do Teatro Renascença

Dias: 24 e 25 de fevereiro (quarta e quinta-feira)

Hora: 21h

Local: Teatro Renascença (Av. Erico Verissimo, 307 – fone: 51 3289.8066)

Clássicos na Pinacoteca terá recital de canto e piano em fevereiro

Clássicos na Pinacoteca terá recital de canto e piano em fevereiro

Cidade Cultura Notícias Porto Alegre Turismo

O tenor Francisco Amaral(foto) e o pianista Eduardo Knob são os músicos escalados para a edição de fevereiro da série Clássicos na Pinacoteca. O recital, com entrada franca, está marcado para 17/2, às 18h30min, na Pinacoteca Ruben Berta. O programa terá temas vocais de autores de diferentes períodos e origens, incluindo os brasileiros Heitor Villa-Lobos e Lorenzo Fernandez (veja programa abaixo).

Os dois artistas são graduados por universidades federais gaúchas – o cantor formou-se na UFSM, e o pianista, na UFRGS. Amaral tem extensa atuação junto a orquestras e participou de óperas como A Flauta Mágica e Bastien und Bastienne (ambas de Mozart) em apresentações em Porto Alegre nos últimos anos. Knob, com estudos na Universidade de Houston (EUA), atua como professor e é também integrante da Orquestra Unisinos Anchieta.

O projeto Clássicos na Pinacoteca é apresentado pela Prefeitura de Porto Alegre, por meio da Secretaria Municipal da Cultura. A Pinacoteca Ruben Berta está instalada em um casarão residencial do século XIX, restaurado pelo Projeto Monumenta.

CLÁSSICOS NA PINACOTECA
Francisco Amaral (tenor) e Eduardo Knob (piano)
Dia 17 de fevereiro, quarta-feira, às 18h30min
Entrada franca (lotação da sala: 50 lugares)
Pinacoteca Ruben Berta (Rua Duque de Caxias, 973 – Porto Alegre)
Informações: (51) 3224-6740, 3289-8292, 3289-8119 ou acervo@smc.prefpoa.com.brmailto:acervo@smc.prefpoa.com.br

Programa

F. Durante (1864 -1755)
Vergin tutto amor

G. Giordani (1751-1798)
Caro mio ben

G. H. Stölzer (1690 -1749)
Bist du bei mir

J. S. Bach (1685-1750)
Komm süsser tod (BWV 478)

G. F. Händel (1685-1759)
Comfort ye / Every Valley (Messiah)

F. Obradors (1897-1945)
El vito / Del cabello más sutil (Canciones clasicas españolas)

H. Villa-Lobos (1887-1959)
Seresta nº 4 – Saudades da minha vida
Xango

L. Fernandez (1897-1948)
Vesperal

J. Brahms (1833-1897)
Baladas (Op. 10):
Nº 1, em ré menor (sobre a balada escocesa “Edward”)
Nº 2, em ré maior
Nº 3, Intermezzo em si menor
(Piano solo)

R. Schumann (1810-1856)
Liederkreis Op. 39 – In der fremde

F. Schubert (1797-1828)
Erlkönig

R. Strauss (1864-1949)
Zueignung (Op. 10, N° 1)

V. Bellini (1801-1835)
Dolente immagine di fille mia

F. P. Tosti (1846-1916)
L’alba separa dalla luce lombra

Francisco Amaral – tenor
Eduardo Knob – piano

Varejo: Expectativa de vendas para fevereiro de 2016 é 25% superior a de 2015

Varejo: Expectativa de vendas para fevereiro de 2016 é 25% superior a de 2015

Direito do Consumidor Economia Negócios Notícias Poder Política

A expectativa do varejo gaúcho para as vendas do mês de fevereiro são boas. Conforme o presidente da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo, Vilson Noer o mês de fevereiro poderá ter vendas até 25% superiores referentes ao mesmo mês no ano passado, em Porto Alegre e região metropolitana, podendo se estender para o RS. Em fevereiro de 2015, o Estado sofreu com fortes impactos dos bloqueios nas estradas, ainda houve greves dos ônibus na região metropolitana, e como o carnaval foi no final do mês, as aulas iniciaram em março. Além disso, o mês contou com temperaturas que alcançaram os 40 graus. Juntando esses fatores, as vendas foram prejudicadas, e por isso, ficaram abaixo do esperado.

“Neste ano, com o carnaval sendo no início do mês de fevereiro, as aulas já iniciam na segunda quinzena, também a partir da segunda metade do mês, já teremos diversos “liquidas” em todo RS. Portanto, temos todas as condições de superar as vendas de 2015 e gerar a receita de ICMS necessária para pagamento da folha do Estado”, avalia Noer.

 

Análise do STF sobre pedido de afastamento de Cunha fica para fevereiro

Destaque Direito Poder Política

Brasília - Procurador-geral da República, Rodrigo Janot durante sessão do STF para julgar como deve ser o rito de tramitação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no Congresso (José Cruz/Agência Brasil)
procurador-geral da República, Rodrigo Janot (Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Como o Judiciário entra em recesso amanhã (18) e o pedido feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot (foto), tem quase 200 páginas, não há tempo hábil para a análiseJosé Cruz/Agência Brasil

A análise do pedido de afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, entregue ontem (16) ao Supremo Tribunal Federal (STF) será feita apenas em fevereiro. Como o Judiciário entra em recesso amanhã (18) e o pedido feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tem quase 200 páginas, não há tempo hábil para a análise do relator, ministro Teori Zawaski. Os trabalhos serão retomados no dia 1º de fevereiro.

Ontem (16), Janot pediu ao STF o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do mandato. Para Janot, Cunha está usando o cargo para intimidar parlamentares e cometer crimes. Na terça-feira (15), as casas de Cunha em Brasília e no Rio foram alvo de buscas uma das fases da Operação Lava Jato. Ele é alvo de três inquéritos oriundos da operação no STF.

Na justificativa do pedido, o procurador citou 11 fatos que comprovam que Cunha usa o mandato de deputado e o cargo de presidente da Câmara para intimidar outros parlamentares, réus que assinaram acordos de delação premiada, advogados. Segundo Janot, as apreensões feitas pela Polícia Federal nas residências de Cunha reforçam as acusações.

Pedido

“O Ministério Público requer, com fundamento, afastamento cautelar de Eduardo Cunha do cargo de deputado federal e, por arrastamento, da função de presidente da Câmara dos Deputados, a fim de assegurar a higidez da investigação criminal, em curso contra o deputado, para garantir o regular andamento da instrução processual e da aplicação da lei penal no que se refere à denúncia proposta contra o parlamentar, para garantia da ordem pública e evitar a continuidade das práticas ilícitas, bem assim de todas as outras investigações que estão sendo adotadas no âmbito do Parlamento brasileiro”, pede Janot ao Supremo. (Agência Brasil)