“Fora Temer”: Nova manifestação é organizada para esse domingo na Capital

“Fora Temer”: Nova manifestação é organizada para esse domingo na Capital

Agenda Cidade Comportamento Destaque Poder Política Porto Alegre prefeitura

A Frente Independente Popular RS organiza para domingo mais um protesto contra o presidente Michel Temer em Porto Alegre. A página do evento no Facebook já tinha, na tarde de hoje, 1,1 presenças confirmadas e outras 1,8 mil interessadas no ato. A concentração está marcada para as 14h, na Esquina Democrática.

Após a concentração, o grupo deve seguir em marcha pelas principais ruas do Centro de Porto Alegre. Conforme a descrição inclusa na página, rotas e itinerários não serão divulgados com antecedência para “não sermos marcados ou termos a PM interrompendo nosso trajeto”.

Os membros da Frente Independente Popular também não serão identificados pelos mesmos motivos, dizem os organizadores.

Desde o dia do impeachment de Dilma Rousseff, Porto Alegre teve quatro protestos contra a posse de Temer. (Rádio Guaíba)

Para comandante da BM: “O que aconteceu foi um desordem e não um protesto”

Para comandante da BM: “O que aconteceu foi um desordem e não um protesto”

Cidade Comportamento Destaque dilma Direito Entrevistas Poder Política Porto Alegre Prédio Segurança Vídeo

 

O comandante-geral da Brigada Militar (BM), coronel Alfeu Freitas, afirmou que o protesto contra o governo Temerrealizado nas ruas de Porto Alegre nessa quinta-feira, foi uma “afronta à paz pública” e, por isso, contou com a intervenção da BM. “A nossa intenção é garantir os direitos democráticos de todas as pessoas e dar segurança para quem quer protestar de maneira ordeira. O que aconteceu ontem foi um desordem e não foi um protesto. Muitas pessoas atuaram de maneira violenta e nesta situação a BM sempre irá intervir”, disse em entrevista à Rádio Guaíba na manhã desta sexta-feira.

Ao falar sobre um possível excesso de policiais militares durante a manifestação, Freitas garantiu que qualquer ação da BM fora do escopo legal será punida. “Não podemos permitir que a desordem impere e muitos acharam normal o que aconteceu ontem, mas nós não. O excesso da BM será punido nos termos da lei, porque nós também estamos sujeitos ao Código Penal. O policial militar está bem instruído para trabalhar nos protestos”, garantiu.

Caxias do Sul  

Alfeu Freitas relatou ainda que foi instaurado um processo investigativo para apurar a atuação dos policiais militares durante a prisão de um advogado em uma manifestação ocorrida em Caxias do Sul, na Serra. Freitas admitiu excessos. ”A nossa avaliação é que aquilo fugiu da técnica policial e já foi instaurado o processo para investigar e apurar quem são os responsáveis. Toda a circunstância que provocou a situação será investigada porque a BM é um órgão transparente. Nós consideramos o incidente como um fato isolado e, é claro, que serve de exemplo negativo para os policiais militares que estão atuando nas manifestações”, declarou o comandante. (Rádio Guaíba e Correio do Povo)

Porto Alegre tem novamente protesto contra Temer

Porto Alegre tem novamente protesto contra Temer

Notícias Poder Política
thumb (8)
Grupo partiu da Esquina Democrática contra impeachment de Dilma e exigindo novas eleições. Foto: Lucas Rivas / Rádio Guaíba / Especial CP

Centenas de manifestantes, ainda que em número menor que o de ontem, fazem mais um protesto, na noite desta quinta-feira, contra a posse do presidente da República Michel Temer (PMDB), em Porto Alegre.

Siga o protesto

Com gritos de “Fora Temer” e contra a Brigada Militar, o grupo saiu da Esquina Democrática, no Centro, passou, em caminhada, pela avenida Júlio de Castilhos e a rua da Conceição e, perto das 20h, bloqueou o trânsito no sentido Centro-bairro do Túnel da Conceição.

Os manifestantes entraram, em seguida, na avenida Independência, em direção ao Parcão. A caminhada tomou, então, ruas como a Mostardeiro e a Ramiro Barcelos antes de retornar pela Goethe, Protásio Alves e Osvaldo Aranha. Nas imediações do Hospital de Pronto Socorro, a BM interveio com bombas de gás e de efeito moral, o que dividiu o grupo.

O ato, até então, vinha deixando um rasto de pichações por onde passou. Ainda no Centro, pelo menos uma agência bancária foi depredada. Na Independência, cerca de cinco contêineres de lixo foram virados sobre o asfalto. Na Mostardeiro, encapuzados quebraram vidros no acesso a uma agência do Bradesco. O mesmo ocorreu na Protásio Alves. À distância, PMs faziam o acompanhamento do ato, a pé e de helicóptero.

O itinerário do grupo não foi revelado e é negociado em meio ao trajeto.

Ontem, um ato semelhante, com cerca de 3 mil pessoas, também passou pela região central. O protesto começou pacífico mas, em frente à sede do PMDB, na avenida João Pessoa, houve vandalismo e reação da Brigada Militar. Na avenida Ipiranga, o efetivo voltou a lançar bombas de gás para dispersar manifestantes junto à esquina com a Erico Verissimo. (Rádio Guaíba)

“Fora Temer”: Centenas de pessoas se reúnem na Esquina Democrática contra posse do novo presidente

“Fora Temer”: Centenas de pessoas se reúnem na Esquina Democrática contra posse do novo presidente

Cidade Destaque
14215399_1796580600560935_60002954_o
Fora Temer – Foto: Guilherme Kepler/Rádio Guaíba

O ato “Fora Temer”, está sendo realizado na Esquina Democrática. O protesto é organizado por movimentos sociais e defende a permanência de Dilma Rousseff, que teve seu mandato cassado hoje no Senado,  como presidente da República. Segundo o repórter Guilherme Kepler/Rádio Guaíba, são cerca de 500 pessoas até agora. As fotos são das 18h45.  O grupo deve marchar pelas principais ruas do Centro do Capital.

Janot recomenda que denúncia contra Lula vá para as mãos de Moro. Ex-presidente é suspeito de tentar de evitar delação de Cerveró

Janot recomenda que denúncia contra Lula vá para as mãos de Moro. Ex-presidente é suspeito de tentar de evitar delação de Cerveró

dilma Direito Notícias Poder Política

O repórter Vinicius Sassine informa em O Globo, que a Procuradoria Geral da República (PGR) emitiu parecer pedindo envio da denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à primeira instância da Justiça Federal, mais especificamente para as mãos do juiz Sérgio Moro, em Curitiba. A decisão sobre a mudança de instância será do ministro Teori Zavascki, relator dos processos da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

O inquérito em que Lula foi denunciado é o que trata da suposta tentativa de obstrução de Justiça pelo então senador e líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (sem partido-MS). O ex-senador chegou a ficar preso por tentar impedir a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. A reportagem completa de Vinícius Sassine está em O Globo.

 

Manifestação contra Michel Temer fecha ruas centrais em Porto Alegre. Ato ocorre simultaneamente em mais 17 estados do Brasil

Manifestação contra Michel Temer fecha ruas centrais em Porto Alegre. Ato ocorre simultaneamente em mais 17 estados do Brasil

Cidade Notícias Poder Política Porto Alegre

Uma manifestação contra o governo do presidente interino Michel Temer provoca bloqueio de trânsito em ruas centrais de Porto Alegre, desde o fim da tarde desta sexta-feira. A mobilização, organizada pelas frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, se iniciou por volta das 17h, na Esquina Democrática, e ocorre simultaneamente em mais 17 estados do Brasil.

Os manifestantes já percorreram vias como Sarmento Leite, João Pessoa, Salgado Filho, Borges de Medeiros e rua dos Andradas. Depois de mais uma concentração na Esquina Democrática, até por volta das 19h, o ato seguiu pela Borges de Medeiros, em direção à Cidade Baixa, com parada em frente à sede do PMDB, na avenida João Pessoa. Em seguida, os manifestantes seguiram em direção à Venâncio Aires e à João Alfredo.

A previsão é de que o ato encerre junto ao Largo do Zumbi dos Palmares, entre as ruas José do Patrocínio e Sarmento Leite. Conforme a EPTC, os ônibus que percorrem esse trecho tiveram alteração na tabela horária e passaram a ser desviados pelo Largo dos Açorianos e avenida João Pessoa. (Camila Diesel/Rádio Guaíba)

Manifestantes contrários a governo Temer fazem mais um protesto em Porto Alegre; por Lucas Rivas/Rádio Guaíba

Manifestantes contrários a governo Temer fazem mais um protesto em Porto Alegre; por Lucas Rivas/Rádio Guaíba

Cidade Comportamento Notícias Pichação Poder Política Porto Alegre prefeitura

Manifestantes contrários ao governo Michel Temer fazem mais uma manifestação, desde o fim da tarde desta sexta-feira, em Porto Alegre. Centenas de pessoas começaram a se concentrar na Esquina Democrática, no Centro da Capital, perto das 18h30min. Lideranças políticas e de movimentos sociais levaram faixas, bandeiras e cartazes. O grupo iniciou caminhada, com trajeto ainda não definido, ingressando pela Salgado Filho, em direção à João Pessoa.

No começo da noite de ontem, uma manifestação semelhante terminou em confronto com a Brigada Militar. O grupo de aproximadamente 500 pessoas foi dispersado com bombas de efeito moral na avenida Loureiro da Silva por volta das 18h45min, após bloquear a passagem de uma viatura da Susepe. Após a dispersão, pelo menos outras quatro bombas foram arremessadas contra o grupo, pelas ruas da Cidade Baixa. (Rádio Guaíba)