Cerveró relatou propinas de mais de meio bilhão de reais. Delator apontou 11 políticos como beneficiários de desvios

Cerveró relatou propinas de mais de meio bilhão de reais. Delator apontou 11 políticos como beneficiários de desvios

Notícias Poder Política

Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras apadrinhado por PT e PMDB, revelou na delação premiada ter facilitado repasses de pelo menos R$ 564,1 milhões em propinas nos negócios da estatal. Ele apontou 11 políticos dos dois partidos como beneficiários dos subornos, informam ANDRÉ DE SOUZA e CAROLINA BRÍGIDO. Mas o maior valor individual, segundo Cerveró, ocorreu numa negociação da Petrobras na Argentina, em 2002, quando teriam sido pagos US$ 100 milhões para integrantes do governo FH, cujos nomes não revelou. (O Globo)