A jornais estrangeiros, Dilma diz que impeachment pode causar ‘cicatrizes duradouras”O Estado de S. Paulo

A jornais estrangeiros, Dilma diz que impeachment pode causar ‘cicatrizes duradouras”O Estado de S. Paulo

Notícias Poder Política

A presidente Dilma Rousseff insistiu em entrevista a jornalistas estrangeiros. que não renunciará ao cargo e reafirmou que não há justificativa para o processo de impeachment. Segundo o jornal britânico The Guardian, a presidente disse ainda que retirá-la do cargo pode gerar “cicatrizes duradouras” para a democracia brasileira. Segundo o The New York Times, a petista disse que “dorme bem à noite” e que o esforço da oposição para a remover do Planalto “carece de bases legais

A reportagem do jornal americano descreve que Dilma adotou um tom “desafiador” na conversa, que durou mais de uma hora, em seu escritório no Palácio do Planalto, insistindo que não pretende renunciar. “Nós apelaremos a todos os meios legais disponíveis”, afirmou a presidente, ao ser perguntada sobre se aceitaria uma derrota no Congresso sobre o impeachment. Segundo o relato do Times, Dilma negou que tenha recebido financiamento ilegal em sua campanha.

Dilma reafirmou que se “mantém firme” no cargo e que a paz reinará no Brasil durante a realização da Olimpíada no Rio. “Por que eles querem que eu renuncie? Porque eu sou uma mulher fraca? Eu não sou”, disse a presidente, segundo o jornal The Guardian. A reportagem completa está no site do Estadão.