Mudanças na RBS! Nelson deixa funções executivas

Mudanças na RBS! Nelson deixa funções executivas

Comunicação Negócios Notícias

Nelson Sirotsky está deixando suas funções executivas de Presidente do Conselho da RBS e do Comitê Editorial da Rede Brasil Sul. Duda Melzer assumirá acumulará a função de presidente do Conselho. Marcelo Rech está sendo promovido a VP editorial. Cláudio Toigo deixa de ser o homem das finanças para ser o CEO do Grupo.

O grupo publicou a seguinte nota sobre as mudanças em sua página:

Em comunicado enviado na tarde desta segunda-feira (14/12) aos colaboradores do Grupo RBS, a empresa anunciou mudanças relevantes na sua estrutura organizacional e em sua governança, que passam a valer a partir de 1º de janeiro de 2016. O assunto foi tema do encontro que reuniu lideranças da empresa durante a tarde.

O atual presidente do Conselho de Administração do Grupo RBS, Nelson Sirotsky, após completar 45 anos de atuação executiva na empresa, decidiu continuar contribuindo com a RBS como membro do conselho e em questões editoriais e institucionais, mas sem funções executivas.

Para ocupar seu lugar na presidência do Conselho de Administração, Nelson indicou o atual presidente do Grupo RBS, Eduardo Sirotsky Melzer, que foi aprovado pelo conselho e, então, passará a acumular a presidência do Grupo RBS com a presidência do Conselho de Administração.

– Vivemos uma época de profundas transformações, desafios e oportunidades. Precisamos de uma governança que dê condições para o cumprimento de nossos objetivos. Neste sentido, teremos um conselho integrado por profissionais que são referências em nossas áreas de maior relevância: jornalismo e entretenimento, mercado, pessoas, gestão e operações. Vou acompanhar a estratégia, a cultura da organização e as pessoas. Serei um garantidor do nosso propósito e dos valores da nossa família – disse Eduardo Sirotsky Melzer.

Com esse movimento, foi criada a posição de Presidente Executivo – CEO para as operações de mídia do Grupo RBS, cargo que será ocupado pelo atual vice-presidente de Finanças, Claudio Toigo Filho. Ele assume com a missão de dar continuidade e fortalecer o trabalho que vem sendo feito em televisão, rádio e jornal em cinco frentes estratégicas: conteúdo, mercado, eficiência, comunicação e pessoas. Formado em Administração de Empresas, com MBA pela University of Southern California e cursos na London Business School e no Jim Collins Lab, Toigo foi escolhido por Eduardo e aprovado por unanimidade no Conselho de Acionistas e de Administração.

Ao longo de sua trajetória de mais de 20 anos na RBS, iniciada em 1994 como trainee, sempre demonstrou enorme capacidade de realização e liderança, respeito pelo público, pelo mercado e pelas pessoas e um profundo conhecimento da empresa. Toigo liderou a área de Rádios da RBS entre 2004 e 2008 e também dirigiu as operações de TV do grupo durante dois anos, antes de tornar-se Vice-presidente de Finanças.

– É uma grande honra para mim assumir uma posição tão relevante em uma das empresas de mídia mais importantes do país. Tenho compromisso com o nosso propósito, que é o nosso grande diferencial competitivo e o que vai nos orientar, como empresa, para nos mantermos relevantes neste mercado em constante mudança – disse Claudio Toigo Filho.

Como CEO, Toigo continuará se reportando a Eduardo Sirotsky Melzer, ao lado de Fabio Bruggioni, CEO da e.Bricks, empresa de desenvolvimento de negócios digitais da RBS, e de Luciana Antonini Ribeiro, diretora de Estratégia.

Outra decisão importante é a criação da Vice-Presidência Editorial, que será ocupada pelo jornalista Marcelo Rech. Marcelo reportará a Toigo e terá o papel de garantir as condições para a prática de um jornalismo que informe, inspire e transforme e faça diferença na vida das pessoas. Marcelo, que recentemente assumiu como presidente do Fórum Mundial de Editores, ligado à Associação Mundial de Jornais (WAN-Ifra), também assume a liderança do Comitê Editorial da RBS.

 

 

Porto Alegre: Horário de lazer será ampliado na avenida Beira-Rio

Porto Alegre: Horário de lazer será ampliado na avenida Beira-Rio

Cidade Notícias
Em razão das obras de revitalização da orla do Guaíba, a Prefeitura de Porto Alegre, por intermédio da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), ampliou o horário e o espaço para lazer na avenida Edvaldo Pereira Paiva, conhecida como Beira Rio. A medida será implantada com base em decreto municipal nº 19.207, publicado no Diário Oficial. Com isso, a partir deste sábado, 14, a Edvaldo ficará bloqueada ao trânsito de veículos, na pista Centro-bairro, nos sábados, domingos e feriados, das 7h às 20h, podendo ser estendido conforme a presença do público, da Usina do Gasômetro até a rua Nestor Ludwig (via ao lado do estádio Beira-Rio). Na pista contrária, o bloqueio seguirá como já é realizado habitualmente, da Rótula das Cuias até a Usina do Gasômetro. Essa determinação será mantida até a conclusão das obras de revitalização da orla. Após isso, com o encerramento das obras, o horário de bloqueio será reavaliado pela prefeitura.

Porto Alegre, RS - 13/11/2015 Mapas das áreas de bloqueio na Edvaldo Pereira Paiva em razão da obras de revitalização da Orla  Foto: Divulgação/PMPA
Porto Alegre, RS – 13/11/2015
Mapas das áreas de bloqueio na Edvaldo Pereira Paiva em razão da obras de revitalização da Orla
Foto: Divulgação/PMPA

“A Edvaldo é uma avenida tradicionalmente usada pelas pessoas no fim de semana. Como a orla está em obras, esse espaço ficará reduzido por um tempo. Então, nada mais justo, o poder público buscar uma alternativa que minimize esse impacto durante os trabalhos de revitalização”, afirmou Marcelo Soletti, secretário adjunto da EPTC. Nos finais de semana que ocorrerem jogos do Internacional, no estádio Beira-Rio, ou eventos culturais de grande porte no Anfiteatro Pôr-do-Sol, a EPTC poderá reavaliar o bloqueio ou os horários.

Porto Alegre, RS - 13/11/2015 Mapas das áreas de bloqueio na Edvaldo Pereira Paiva em razão da obras de revitalização da Orla  Foto: Divulgação/PMPA
Porto Alegre, RS – 13/11/2015
Mapas das áreas de bloqueio na Edvaldo Pereira Paiva em razão da obras de revitalização da Orla
Foto: Divulgação/PMPA

Dias de Semana – Outra medida que será implementada pela prefeitura é garantir uma faixa da Edvaldo para circulação de pedestres nos dias de semana. A pista do sentido Centro-bairro terá uma faixa isolada somente para a utilização de pedestres, com sinalização indicativa. O projeto está sendo finalizado.

A obra – Estão previstos o assentamento de novas redes de energia elétrica e gás, além da execução de uma ciclovia e nova pavimentação com piso de bolinhas. Por este motivo os tapumes estão sendo colocados junto ao meio-fio da av. Edvaldo Pereira Paiva. A obra de revitalização da orla do Guaíba teve início em 6 de outubro e está sendo executada mesmo nos períodos de chuvas. Os próximos tapumes instalados serão mistos, parte em madeira e parte em tela, para que a população não perca totalmente a vista para o Guaíba. Essa intervenção tem como objetivo garantir a segurança dos pedestres e o bom andamento da obra. A construção do canteiro de obras e a execução das fundações em terra, junto ao talude serão os próximos serviços a serem executados.

O parque – Com a revitalização, que tem investimento de R$ 60.682.477,52, o local passará a chamar-se Parque Urbano da Orla do Guaíba e poderá ser usufruído por moradores da cidade e turistas durante 24 horas por dia. Na primeira fase, estão sendo revitalizados cerca de 10 hectares, compreendendo 1.320 metros da beira do Guaíba, entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias.

O espaço irá contar com ciclovias e novos passeios, com iluminação em fibra ótica e lâmpadas LED. Ao longo do trecho, serão colocados 47 postes inclinados com iluminação cênica. Também está

Porto Alegre, RS - 13/11/2015 Mapas das áreas de bloqueio na Edvaldo Pereira Paiva em razão da obras de revitalização da Orla  Foto: Divulgação/PMPA
Porto Alegre, RS – 13/11/2015
Mapas das áreas de bloqueio na Edvaldo Pereira Paiva em razão da obras de revitalização da Orla
Foto: Divulgação/PMPA

previsto um ancoradouro para barcos de passeio e para o Cisne Branco, um restaurante e seis bares, quatro deques, duas quadras de vôlei, duas de futebol e duas academias ao ar livre, vestiário, playground, além de duas passarelas metálicas com jardim aquático. O restaurante e os bares serão envidraçados, permitindo a abertura total no verão.

Sobre os bares, haverá belvederes em laje de concreto, no nível da avenida, funcionando como mirantes e áreas de estar. A Praça Júlio Mesquita também ganhará uma quadra de futebol em piso de concreto, um playground e um deque de madeira. Com foco na segurança de quem frequentar o parque, além da iluminação especial, será colocada uma central com a Guarda Municipal.