Morre Eva Sopher. Presidente da Fundação Theatro São Pedro tinha 94 anos e comandava instituição desde 1975

Morre Eva Sopher. Presidente da Fundação Theatro São Pedro tinha 94 anos e comandava instituição desde 1975

Cultura Destaque

A D.Eva Sopher, presidente da Fundação Theatro São Pedro morreu nesta quarta-feira, em sua residência, na Capital gaúcha. O velório acontece a partir das 11h desta quinta-feira, no palco do São Pedro. O Governador José Ivo Sartori decretou luto oficial de três dias no Estado. No Twitter do governo gaúcho, a mensagem sobre o falecimento diz: Carinhosa guardiã do Theatro São Pedro e empreendedora cultural, a querida Eva Sopher nos deixou nesta quarta-feira, aos 94 anos. Nossos sentimentos aos familiares e amigos e nosso agradecimento eterno por ser uma guerreira da cultura gaúcha . Já o ator e diretor Zé Adão Barbosa, escreveu em sua página do Facebook: “Uma guerreira, uma mulher que construiu um teatro, uma amiga querida. A cultura perde um ícone.” Em nota aOpus Promoções lamentou profundamente o falecimento de Eva Sopher, presidente da Fundação Theatro São Pedro. São muitas memórias que nos unem em um laço eterno. Eva dedicou sua vida em benefício da cultura e nos deixa um legado repleto de espetáculos inesquecíveis, dedicação e amor à arte.  Será sempre lembrada com orgulho e muito carinho pela classe artística brasileira. 

“Estou consternado, muito triste. Graças ao nosso trabalho em prol da cultura, sempre estivemos próximos. Desde a Pro Arte, antes do Theatro São Pedro e, mesmo logo após a sua inauguração, estivemos juntos em muitos projetos. Tive a oportunidade de trabalhar dez anos ao lado da Eva e foi uma experiência de vida. Quando a Opus completou 15 anos, editamos o livro A Doce Fera, em homenagem a ela. Eva foi uma pessoa muito especial para mim. Me tratava como um filho e sempre retribui esse sentimento com muito carinho. Nosso último encontro foi no Teatro do Bourbon Country, na comemoração de 40 anos da Opus. Não esqueceria do nosso último abraço e de suas palavras. Eva disse estar muito orgulhosa. Lembrarei dela para o resto da vida”, Geraldo Lopes, fundador da Opus Promoções.

Eva Sopher, foi uma grande incentivadora das atividades da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa). A Fundação Ospa lamenta a partida da presidente da Fundação Theatro São Pedro, uma das mais conhecidas personalidades da cultura no Rio Grande do Sul. “A Dona Eva foi uma parceira muito presente em diferentes momentos da história da Ospa. Seu legado junto ao Theatro São Pedro é enorme, mas também se estende para as outras instituições culturais do estado”, afirma Ivo Nesralla, presidente da Fospa. A orquestra presta solidariedade à família e aos amigos de Eva Sopher, e reafirma a sua admiração pelo consistente trabalho que ela desenvolveu ao longo de décadas de dedicação à cultura.

Nascida em Frankfurt, Alemaha( 18 de junho de 1923) ela foi uma empreendedora cultural teuto-brasileira. Tornou-se conhecida por seu trabalho bem-sucedido para a recuperação do Theatro São Pedro, um dos marcos mais importantes da cidade de Porto Alegre, após um longo período de decadência. De família de origem judaica, Eva Sopher emigrou da Alemanha para o Brasil em 1936, aos treze anos de idade, em razão da perseguição nazista. Ligou-se ao grupo Pro Arte de Theodor Heuberger, no Rio de Janeiro, e depois se fixou em São Paulo, onde estudou arte, desenho e escultura no Instituto Mackenzie.

Em 1950, adquiriu nacionalidade brasileira e, em 1960, transferiu-se para Porto Alegre, já estando casada com Wolfgang Klaus Sopher. Nessa cidade, Eva reativou o Pro Arte a pedido de Heuberger, organizando concertos, espetáculos de teatro e apresentações de grandes orquestras ao longo de mais de duas décadas, trazendo a Porto Alegre artistas como Jean-Pierre Rampal, Pierre Fournier, Narciso Yepes, Mauricio Kagel, o I Musici, a Orquestra de Câmara de Jean François Paillard, Sir John Barbirolli e a Orquestra Hallé, a Orquestra de Câmara de Moscou, e a Orquestra Sinfônica de Israel, regida por Zubin Mehta. Sua casa se tornou um ponto de reunião de intelectuais gaúchos.

Em 1975, Eva Sopher assumiu a direção do Theatro São Pedro, para gerenciar as obras de sua restauração, continuando a dirigi-lo depois de sua reabertura em 1984, ora como Presidente da Fundação Theatro São Pedro. Já foi homenageada diversas vezes por seu trabalho cultural, destacando-se o recebimento da Medalha do Mérito Farroupilha, a maior honra concedida pelo Legislativo gaúcho, o prêmio Personalidade Top Ser Humano 2008 da Associação Brasileira de Recursos Humanos, seccional Rio Grande do Sul, uma das premiações mais cobiçadas do país na área de Recursos Humanos, e a sua escolha como patronesse do festival Porto Alegre em Cena de 2006.

Em 2015 recebeu a “Medalha de Goethe” (Goethe-Medaille) do Instituto Goethe na Alemanha pelo seu trabalho como presidente do Theatro Sao Pedro de Porto Alegre onde, segundo a justificativa do prêmio, criou “um local de encontro internacional para artistas de todos os estilos”.

A data de 07 de fevereiro, registra também a morte em 2014, aos 56 anos do músico e ator Nico Nicolaiewsky, um dos artistas recordista em apresentações no palco do Theatro São Pedro.  Confira a nota assinada pela D.Eva:

Hoje a cidade de Porto Alegre acordou triste

O Theatro São Pedro está de luto pelo falecimento de Nico Nicolaiewsky e a Sbórnia entristecida, pois perdeu hoje um de seus maiores talentos, o Maestro Pletskaya.

Quem quiser prestar homenagem ao nosso grande amigo poderá vir ao Theatro São Pedro, onde ele será velado, e que foi também o local em que o artista se apresentou por mais de 29 anos.

Hoje à tarde serão prestadas homenagens de diversos amigos no local. O horário para visitação inicia às 18h e segue até as 24h de hoje (07/02) e amanhã (08/02) reiniciará após as 9h, seguindo até o final da tarde.

Com pesar, porém com boas lembranças!

Eva Sopher e Equipe do Theatro São Pedro

 

Morre Fábio Verçoza, ex-Rei Momo da Capital

Morre Fábio Verçoza, ex-Rei Momo da Capital

Cidade Destaque

Faleceu, nesta quinta-feira, o ex-Rei Momo do Carnaval de Porto Alegre por dez anos, Fábio Verçoza. Conforme informações extra-oficiais de familiares, Verçoza morreu vítima de infarto em casa, no início da noite.

Formado em Direito e Matemática, Verçoza trabalhou na Prefeitura e, em 2015, se despediu da Corte carnavalesca. Depois de passar por procedimentos médicos que quase o fizeram perder o movimento da perna direita, no ano passado, ele resolveu passar a chave.

“Prefiro sair deixando saudade. Estar aqui hoje é um presente de Deus”, disse Verçoza, à época, para o Correio do Povo. (Camila Diesel / Rádio Guaíba)

Morre Julio Machado. Autor da música Guri e primeiro vencedor da Califórnia da Canção faleceu em Uruguaiana

Morre Julio Machado. Autor da música Guri e primeiro vencedor da Califórnia da Canção faleceu em Uruguaiana

Cultura Destaque
Faleceu na madrugada desta sexta-feira, o veterinário, músico e compositor Júlio Machado da Silva Filho, “Julinho”- Autor de “Guri”, um clássico do movimento nativista em parceria com seu irmão João Machado da Silva (também falecido), Júlio também venceu a primeira Califórnia da Canção Nativa, em parceria com Colmar Duarte, com a Música Reflexão.Julinho foi presidente do festival e tinha forte aproximação com o Festival de Cosquin, na Argentina. O  sepultamento acontece  às 15h, no Cemitério Municipal Senhora Sant’Anna. (Rádio Charrua AM/FM)

 

Jornalistas Rafaela Melz e Ricardo Grecellé morrem em acidente de carro na BR 290

Jornalistas Rafaela Melz e Ricardo Grecellé morrem em acidente de carro na BR 290

Comunicação Destaque

De acordo com informações da PRF, o acidente que vitimou o casal de jornalistas Rafaela Melz e Ricardo Grecellé, aconteceu por volta das 16h30min., desta terça-feira(22). Conforme testemunhas o motorista do carro, onde eles estavam teria invadido a pista contrária. A colisão frontal resultou na morte de Rafaela e Ricardo. O veículo trafegava sentido Rosário do Sul/São Gabriel. O acidente aconteceu cerca de 6KM do posto da PRF.  O motorista do caminhão teve apenas escoriações. O veículo Up ficou com a dianteira totalmente destruída.

Ricardo, foi assessor de imprensa do Ministério Público gaúcho. Já Rafaela, circulou por diferentes veículos. Trabalhei com ela na Band. Lembro de uma editora competente e detalhista, uma jornalista sempre disposta a perseguir boas histórias para leva-las ao público.

rafela
Rafaela Melz Foto: Reprodução RBS TV

Em um de seus últimos trabalhos, Rafaela foi editora na equipe do Mistura, da RBS TV. Em uma reportagem sobre o programa, o GShow a retratou assim:

Transformar uma hora de gravação em…cinco minutos de reportagem no ar! E com conteúdo atrativo e bonito visualmente, claro. Esse é um dos principais desafios da editora Rafaela Melz. No Mistura, ela não tem uma rotina definida, e se envolve ativamente também com os trabalhos de produção, gravações e captura de imagens. Resumindo: ela só não foi apresentadora do programa!

Para Rafa, todo o esforço vale a pena para ver uma ideia bacana sendo divulgada e causando repercussão entre o público por meio da televisão. Quando não está pensando em boas histórias para o Mistura, a guria gosta de se dedicar a assuntos como viagens e gastronomia

Encontrei no YOUTUBE uma entrevista com a Rafaela para o Espaço Experiência – Famecos, logo após se formar na PUC e receber prêmio Galo de Ouro/Festival de Gramado, em uma reportagem coletiva. Essa era a Rafaela, ela nunca perdeu esta essência como mostra a entrevista para Rodrigo Adams, com Imagens de Dudu Sachini e edição por Nataniel Zeilmann.

 

 

Jovem é morto a tiros no terminal antigo do Aeroporto Salgado Filho. Dois homens invadiram o local e mataram Marlon Roldão, de 18 anos

Jovem é morto a tiros no terminal antigo do Aeroporto Salgado Filho. Dois homens invadiram o local e mataram Marlon Roldão, de 18 anos

Cidade Destaque Poder Política Porto Alegre Segurança

Dois homens entraram no saguão do Aeroporto Salgado Filho e dispararam contra um jovem, que acabou morrendo, por volta das 11h desta segunda-feira. A vítima fatal foi identificada como Marlon Roldão Soares, que completou hoje 18 anos. O jovem deixava o setor de desembarque do terminal 2 quando foi alvejado com quatro tiros na região da cabeça e no tórax. A dupla fugiu em um GM Cobalt, de cor prata, em alta velocidade. A execução ocorreu em frente aos pais do jovem.  O Cobalt foi abandonado, em seguida, nas proximidades do Aeroporto.

marlon
Marlon Roldão Soares,  Foto: Divulgação BM

No momento do crime, o saguão antigo do aeroporto estava cheio, já que muitos gremistas aguardavam a chegada do técnico Renato Portaluppi. Apesar da jurisdição dos aeroportos ser do governo federal, a Polícia Civil está com dois delegados no Salgado Filho para ajudar nas investigações. A área está isolada para a realização da perícia.Conforme informações preliminares da Polícia Civil, o autor dos disparos seria o  irmão da namorada de Marlon Soares.

Morre Arthur Guarisse; por *Márcio Pinheiro

Morre Arthur Guarisse; por *Márcio Pinheiro

Cidade Cultura Destaque
Final dos anos 90: eu era editor da Gazeta Mercantil/RS, suplemento regional encartado na edição nacional do jornal de economia, e li um release que falava sobre uma homenagem a Arthur Guarisse. Pensei: isto rende pauta. Chamei uma repórter e falei. “Vai lá e faz uma matéria sobre o Arthur Guarisse”. Ela me rebateu: “Quem é Arthur Guarisse?”. Naqueles milésimos de segundos entre o pedido e o meu espanto, calculei mentalmente a importância que Guarisse teve e comecei a listar alguns aspectos que me pareciam relevantes a respeito dele: “Um dos pioneiros em decoração de interiores do RS, dono de um antiquário charmosíssimo numa das casas mais lindas da Tristeza e, a partir dos anos 80, marido de Sandra Bréa”. A repórter me rebateu novamente: “Quem é Sandra Bréa?”. A partir dali, eu me dei conta que a pauta era natimorta. Do alto dos meus 30 e poucos anos na época (a repórter era aproximadamente uma década mais jovem do que eu) me dei conta que Arthur Guarisse (e também Sandra Bréa e aquele glamour de uma Porto Alegre dos anos 70) haviam caído no esquecimento.
Este Guarisse morreu hoje pela manhã. Fiquei sabendo por uma outra pequena nota publicada no Facebook que não informava a causa nem a idade dele (estimo em algo por volta de 80 anos). Falei com Arthur Guarisse uma única vez, por telefone, há cerca de sete anos, quando eu ainda fazia uma coluna sobre TV na Zero Hora. O tema de um dos textos havia sido Sandra Bréa. Guarisse me ligou para agradecer o tratamento dedicado à atriz e – na rápida conversa – me passou a impressão de ter ficado também muito feliz em ter sido lembrado depois de tantos anos. E eu que sempre valorizei as boas histórias antigas e seus personagens, tive ali uma outra lição: memória também ajuda as pessoas.
*Márcio Pinheiro é jornalista e coordenador do Livro da prefeitura de Porto Alegre – Foto: Meu Bairro Poa
*Em 2012 Arthur Guarisse concedeu uma entrevista ao site  Meu Bairro falando sobre viver em Porto Alegre e Artes.
Morre segunda vítima atingida por marquise no Centro de Porto Alegre.  Eva Lenir Flores da Silva estava internada em estado grave no HPS

Morre segunda vítima atingida por marquise no Centro de Porto Alegre. Eva Lenir Flores da Silva estava internada em estado grave no HPS

Cidade Notícias
Marquise desaba de prédio no Centro de POA. Foto: Gabriel Jacobsen/Rádio Guaíba
Marquise desaba de prédio no Centro de POA. Foto: Gabriel Jacobsen/Rádio Guaíba

Eva Lenir Flores da Silva, de 59 anos, morreu no final da noite passada no Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre. Ela estava internada em estado grave após ter sido atingida por uma marquise no Centro da Capital na manhã de ontem. Eva morava em Triunfo. O desabamento da marquise também resultou na morte de Tatiane Duarte da Silva, de 34 anos, que era funcionária de uma lancheria no local. O acidente ocorreu na avenida Salgado Filho, junto à esquina com a rua Annes Dias, quase em frente à Santa Casa.

O Conselho Regional de Engenharia (CREA/RS) informou que a Prefeitura não está correta em afirmar que reformas de fachadas em prédios privados não carecem de autorização do poder público. De acordo com o órgão, quando existe intervenção em calçadas ou passeios de pedestres, a empresa é obrigada a pedir autorização municipal.

Essa é a avaliação do vice-presidente do Conselho, Fernando Martins. “Até porque é fundamental garantir que não haverá queda de nenhum tipo de material ou ferramentas venham ao cair sobre as pessoas. Portanto, quando há avanço sobre o passeio haverá necessidade de solicitar autorização do poder municipal”, considerou.

Conforme o delegado Omar Abud, responsável pela investigação do caso, a principal hipótese para a queda da estrutura é o sobrepeso. “Mas só com a conclusão do inquérito para haver certeza disso”, alertou. Outra possibilidade é a colisão do elevador da obra sobre a estrutura que caiu.

A reportagem procurou, mas não localizou a empresa, nem a engenheira responsável pela obra no edifício. (Rádio Guaíba)

Desabamento de marquise mata mulher e deixa outra ferida no Centro de Porto Alegre

Desabamento de marquise mata mulher e deixa outra ferida no Centro de Porto Alegre

Notícias Porto Alegre Saúde Segurança

Uma mulher morreu e uma senhora ficou ferida após uma marquise desabar no Centro de Porto Alegre, pouco depois das 8h da manhã desta quinta-feira. A vítima fatal foi identificada como Tatiane Duarte de Oliveira, de 34 anos. Ela seria funcionária de uma lancheria no térreo do edifício, localizado na avenida Salgado Filho, 366. O prédio fica na esquina com a rua Professor Annes Dias, em frente ao complexo hospitalar da Santa Casa de Misericórdia.

Uma senhora que passava pelo local, identificada como Eva Lenir Flores da Silva, ficou ferida e foi encaminhada ao hospital para receber atendimento médico. As informações preliminares são de que ela era moradora de Triunfo.

Conforme o sargento Vanderlei Batista, do Corpo de Bombeiros, a marquise estava em obras e, provavelmente, não havia isolamento adequado do local. O bombeiro ressaltou que vários edifícios do Centro da Capital estão reformando marquises para atender exigências da Prefeitura. (Rádio Guaíba e Correio do Povo)

Morre Bud Spencer, ícone do western spaghetti. Ator italiano viveu no Brasil. Veja cenas de filmes do astro

Morre Bud Spencer, ícone do western spaghetti. Ator italiano viveu no Brasil. Veja cenas de filmes do astro

Cultura Notícias Vídeo

Conhecido por sua parceria no cinema com Terence Hill, o ator italiano de western spaghetti Bud Spencer faleceu aos 86 anos, nesta segunda-feira em Roma – anunciou sua família. “Temos a grande tristeza de anunciar que Bud partiu para sua última viagem”, tuitou nesta segunda à noite a família Pedersoli, o sobrenome verdadeiro do ator, nascido em Nápoles, em 31 de outubro de 1929. “Tchau, Bud Spencer. Todos nós te amamos muito”, tuitou o chefe do governo italiano, Matteo Renzi.

O ministro da Cultura, Dario Franceschini, homenageou “um grande intérprete do nosso cinema, que desenvolveu uma longa carreira, foi capaz de divertir gerações inteiras e conquistar o publico com seu grande profissionalismo”.

Carlo Pedersoli nasceu no bairro napolitano de Santa Lúcia, no seio de uma família abonada. Seu pai, originário de Bréscia, era um homem de negócios. Em 1940, a família se mudou para Roma. Lá, Carlo se destacaria por sua capacidade como estudante e como um excelente nadador.

Depois da Segunda Guerra Mundial, a família emigrou para o Rio de Janeiro, onde Carlo abandonou seus estudos e fez trabalhos ocasionais, entre eles pedreiro e bibliotecário. De volta a Roma retomou a natação, com a qual chegou a obter sete títulos nacionais, enquanto fazia pequenos papéis no cinema, entre eles em “Quo Vadis” e em “Adeus às armas”.

Casado com a filha de um produtor cinematográfico, filmou já com 38 anos seu primeiro western spaghetti em 1967: “Dio perdona, Io no”, traduzida em alguns países como “Deus perdoa, eu não”. Para este filme havia decidido mudar seu nome artístico, adotando Bud Spencer, em homenagem à cerveja do mesmo nome e ao ator Spencer Tracy.

Seu grande sucesso europeu e latino-americano veio com o filme de 1970 “Meu Nome é Trinity”, onde interpreta o papel do gigante com coração de ouro, que sempre defendia as viúvas e os órfãos, batendo forte, mas sorrindo ao mesmo tempo.

Filmou seu último filme, “Cantando dietro i paraventi” (“Cantando atrás do para-brisas”), em 2004, e nas eleições regionais de 2006 foi candidato a um cargo pelo partido de Silvio Berlusconi. Desde então, havia quase se retirado da vida pública. (AFP/Correio do Povo)

Homem morre em explosão em Centro de Treinamento em Segurança no Vale do Sinos; por Eduardo Paganella e Voltaire Porto/Rádio Guaíba

Homem morre em explosão em Centro de Treinamento em Segurança no Vale do Sinos; por Eduardo Paganella e Voltaire Porto/Rádio Guaíba

Notícias Segurança

Um homem foi morto na explosão, em São Leopoldo, no Vale dos Sinos. Em seguida a detonação houve um incêndio e o acidente aconteceu durante um curso de instrução. O fato aconteceu no Centro de Treinamento em Segurança Centurium, localizado na rua Andrade de Neves, 309, no bairro São João Batista. Parte do prédio onde ocorreu a explosão foi danificada.

A ocorrência foi no final da manhã deste sábado e a Brigada Militar identificou a vítima. Alessandro Wierzynski, que tinha 36 anos, era instrutor de vigilantes e seguranças privados. O trabalhador estaria manejando o artefato no momento da explosão. Outro colega ficou ferido. Walter Luis Fonseca de Oliveira foi encaminhado para atendimento médico no hospital do município.

O C.T Centurium oferece cerca de 16 cursos de formação na área de segurança privada e até mesmo treinamento para guarda municipal. Outra formação é para a profissão de armeiro, que trabalha com a manutenção ou fabricação de armas de fogo. Entretanto, não há informações sobre treinamento para o manuseio de explosivos. Entretanto, segundo os bombeiros, o fogo começou no estande de tiro. No local ficaria armazenada munição usada em treinamentos.

Os proprietários do C.T Centurium não foram localizados pela reportagem que recorreu a todos os telefones disponíveis no site que divulga os cursos na internet. O local tem alvará de funcionamento expedido pela Polícia Federal, que é responsável pela autorização de espaços deste tipo.